Artigos

Mercado Digital 2020: infográfico da pesquisa com as tendências e apostas para o ano

Mercado Digital

A chegada de um novo ano sempre vem acompanhada de novos planos, promessas e tendências. Isso não é diferente no mercado digital.

É fato que o planejamento para 2020 não se inicia agora. Ainda em 2019, certamente, resultados foram analisados em busca de direcionamentos para ações e investimentos do ano sequente.

Mas é geralmente nos primeiros meses do ano que conseguimos rever a estratégia como um todo para tomar as melhores decisões. Com isso, surgem dúvidas.

E para nos ajudar nas escolhas, nada melhor que dados – tanto dos resultados internos quanto do mercado.

Por isso, nós aqui da mLabs nos unimos, mais um ano, à Social Media Week SP, por meio do grande Edney Souza (Interney), para entrevistar os participantes da edição do evento de 2019 – em sua maioria decisores – sobre suas apostas para este ano.

Demos vida, então, à segunda edição da pesquisa “Perspectivas para o Mercado Digital 2020”, e queria compartilhar com vocês alguns dos insights que ela traz.

 

Perspectivas para o mercado digital 2020: conheça a pesquisa

A pesquisa foi realizada entre os dias 24/09 e 19/11 de 2019, e organizamos os resultados dela em um infográfico repleto de informações relevantes para tomadores de decisões e profissionais que estão em busca de um “norte” para se especializarem.

Para se ter ideia, 61,7% dos respondentes ocupam cargos de liderança ou diretivos, 68,2% são decisores ou participam diretamente do processo de decisão de compra de produtos e serviços digitais e 38,3% atuam em cargos operacionais.

A pesquisa foi dividida em quatro categorias:

  • Canais;
  • Metodologias;
  • Estratégias;
  • Tecnologias.

Para chegar ao resultado, algumas das questões que levamos aos entrevistados eram sobre o interesse em “Começar a Usar” e “Investir Mais” em cada um dos recursos listados.

Sendo assim, consideramos como “Tendências” os recursos que receberam mais votos em “Investir Mais” somado a “Começar a Usar”.

Já para apresentar as “Apostas”, consideramos os recursos com maior número de escolha na resposta “Começar a Usar”.

Tendências e apostas para o ano sob a perspectiva dos profissionais de marketing digital

 

Canais

É por meio dos canais que colocamos nossas estratégias efetivamente em prática, sendo eles essenciais para a conquista de uma boa presença digital, relacionamento e atração de novos consumidores.

Como resultado, pudemos identificar como as três principais tendências da categoria LinkedIn, Instagram e YouTube, respectivamente.

O LinkedIn, assim como na pesquisa de 2019, aparece em primeiro lugar entre as tendências. A rede social vem ganhando cada vez mais espaço como canal de informação e para negócios, se destacando principalmente para o mercado B2B.

Instagram e YouTube, outros dois canais também já bem conhecidos, ocupam segunda e terceira posição respectivamente. Com novos recursos sendo lançados a todo o momento e o crescimento do consumo de conteúdos em vídeo, eles se mantêm com grande potencial.

Em relação às grandes apostas de canais para 2020, foram selecionados: Tik Tok, Podcast/Spotify, e Pinterest, respectivamente.

Tik Tok é uma das grandes revelações em território brasileiro, com números de crescimento impressionantes. Para se ter ideia, foi a segunda rede social mais baixada no mundo em 2019.

Apesar de muitos verem o Tik Tok como um canal para crianças e adolescentes, ela tem alto potencial de crescimento, principalmente devido à tendência de que os jovens aumentem seu poder aquisitivo com o tempo – o que abre grandes oportunidades para as marcas.

Velho de guerra, mas pouco explorado em anos anteriores, o podcast “ressurge” com força total para o mesmo público que não fez o canal virar em suas tentativas anteriores.

Muito disso se dá graças ao Spotify, que favoreceu a popularização desta mídia e, assim, gerou uma nova oportunidade para as marcas explorarem o recurso.

O terceiro lugar também não é uma novidade. O Pinterest é considerado por muitos com a melhor ferramenta de busca de imagens no mundo, sendo outra rede com um grande potencial de crescimento.

 

Estratégia

As estratégias que foram identificadas como as principais tendências em 2020 foram: SEO, Branded Content e Social Ads, respectivamente.

O tão citado como “morto” SEO aparece mais vivo que nunca na primeira colocação. Crescendo muito nos últimos anos, ganhou ainda mais força devido a canais como Google meu Negócio (marketing local) e e-commerces (expansão).

Branded Content é outra estratégia conectada ao SEO, e é a mais recente estratégia neste podium. Ela consiste na criação de conteúdo ligado à marca, sendo essencial para criar uma identidade de marca e construir uma forte presença para o sucesso no meio digital.

Social Ads continua tendo importância fundamental para impulsionar o negócio, sendo ótima tanto para servir como apoio a outras estratégias como o próprio SEO e Branded Content quanto para aumentar o volume de vendas.

Já as apostas de estratégias para 2020 são: Gamificação, Omnichannel e Marketing de Causas, respectivamente.

A gamificação, que apresenta uma nova experiência ao cliente por meio de conquistas e recompensas, é apontada como a estratégia que começará a ser mais usada e a mais usada.

Omnichannel aparece em segundo lugar, demostrando a percepção de valor conquistada quando se trata de atendimento ao cliente.

Por fim, mas não menos importante, o Marketing de Causas. A adesão das empresas por causas sociais, levantando bandeiras, começa a ganhar importância entre as marcas.

Isso se dá devido à percepção do impacto dessa abordagem no consumo da população brasileira. Segundo estudo global realizado pela Edelman Earned Brand, ainda em 2018, foi identificado que 69% dela compra ou boicota uma marca conforme seu posicionamento.

 

Metodologias

Quando falamos de metodologias para o mercado, as maiores tendências identificadas foram: Acessibilidade Digital, Inbound Marketing e Design Thinking, respectivamente.

O destaque em relação à acessibilidade digital também é reflexo do novo comportamento e posicionamento exigido pelos consumidores. Marcas cada vez mais preocupadas com a diversidade e em atender a uma parcela considerável da população antes ignorada.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), são mais de um milhão e meio de pessoas com deficiência visual. Já com deficiência auditiva são mais de 10 milhões de brasileiros (Instituto Locomotiva).

O Inbound Marketing é uma metodologia que vem gerando excelentes resultados tanto na geração de tráfego quanto de leads.

Contudo segue ainda em amadurecimento no mercado com as etapas de qualificação e lead scoring que, conforme a pesquisa Maturidade do Marketing Digital e Venda no Brasil, é adotada apenas por 37% dos entrevistados – um possível indicador para colocar a metodologia em segunda posição.

Nenhuma novidade também na terceira posição. Já bastante conhecido, o Design Thinking vem se difundindo cada vez mais como uma forma de inovar e trazer novas perspectivas para a empresa em todas as áreas.

Já como grandes apostas, uma única metodologia se difere no podium: Growth Hacking, escolhida em primeiro lugar. Em seguida, Design Thinking e Acessibilidade Digital aparecem novamente, em respectivas posições.

É… Parece que tem muita gente querendo hackear seus planos táticos para otimizar os resultados, não é mesmo?

 

Tecnologias

As tecnologias são o alicerce do mercado digital, e estão em constante inovação, exigindo que os profissionais se adaptem constantemente.

Na categoria, assumiram o TOP 3 como tendências: Monitoramento, Inteligência Artificial e Apps Mobile, respectivamente.

O primeiro lugar, monitoramento, permanece na posição alcançada na primeira versão da pesquisa com as tendências para 2019. Em 2020, porém, cresceu em 15% a quantidade de respondentes que a considera tendência.

Esse dado é muito interessante, pois indica a força que Customer Centricity vem ganhando. A voz do cliente importa e as marcas precisam estar atentas à repercussão das experiências que suas ações, produtos ou serviços proporcionam!

Você já deve ter ouvido em algum lugar a frase “o futuro é agora”. Pois é, a inteligência artificial que há poucos anos parecia algo distante já faz parte da nossa rotina.

Isso leva esta tecnologia a ocupar, pelo segundo ano, o segundo lugar na lista das tendências. Agora com 5% a mais de intenções em investimento que em 2019.

Na terceira posição, os Apps Mobile surgem ocupando o lugar dos Chatbots – irônico, não? Para uma tecnologia que parecia ameaçada justamente pelo terceiro lugar de 2019, uma grande reviravolta!

Como apostas da categoria foram escolhidos: IoT, Wearables e Realidade Virtual/Aumentada, respectivamente.

A Internet das Coisas (IoT) ainda não tem seu potencial bem explorado em território brasileiro, mas vem ganhando espaço por meio do buzz gerado em torno da transformação digital nos negócios – o que justifica a primeira posição do interesse em começar os investimentos.

Os wearables tinha uma projeção de crescimento de 91% no Brasil em 2019, segundo estimado pela Gartner Group. Ao que tudo indica – inclusive esta pesquisa -, estes dados se confirmam e prometem ser tão ou mais explorado em 2020.

Já o mercado da terceira posição, ocupada pela tecnologia de realidade virtual e aumentada possui como estimativa para 2020 ultrapassar 370 bilhões, segundo a IHS Markit.

Para se ter uma ideia, a mesma empresa apresentou que chegaram a ser vendidos no mundo, em 2019, cerca de 28 milhões de unidades de VR headset.

 

Confira os infográficos com o resultado da pesquisa

Gostou do que viu? Vale dar uma olhadinha no resultado completo da pesquisa pelo infográfico AQUI!

 

Rafael Kiso

é Fundador e CMO da mLabs, plataforma de gerenciamento de mídias sociais. Com 20 anos de mercado, atuou sempre no setor de tecnologia e meios digitais de empresas como Banco Itaú, FIESP e Focusnetworks. Em 2017 foi premiado pela ABRADi-SP como Profissional Digital na categoria Planejamento, e hoje é responsável por gerenciar e tomar decisões na mLabs, empresa que visa a democratização de redes sociais e a educação e desenvolvimento digitais.

Comentários

PUBLICIDADE