Artigos

Dicas para aumentar a conversão em e-commerces

O mesmo lugar, mas visto por olhos diferentes

 

Imagem: celular em cima de uma mesa com teclado, óculos de grau e planta. e-commerce mobile

Graças aos acessos via celular, a internet já chega em mais de 50% das casas brasileiras e não é à toa que os investimentos nesse aparelho que cabe na palma de nossas mãos (ok, alguns nem tanto) estejam crescendo. Cada dispositivo tem um tamanho de tela diferente, capacidades diferentes e pode ser utilizado de formas diferentes por diversas pessoas. Seja só por diversão, seja à trabalho.

O site que antes, aberto na tela do computador era grande e tinha os produtos espalhados pela tela, o mobile permite que vejamos o mesmo site, mas adaptados para aquela tela, facilitando a vida do usuário. A grande verdade é que boa parte dos usuários são preguiçosos e se não encontram as informações com rapidez e facilidade, é um pretexto para ir bisbilhotar a loja concorrente.

De acordo com o censo realizado pelo Compre&Confie em comparativos de 2017 e 2018, o desktop ainda é mais acessado na hora de realizar compras online, porém, observamos um crescimento de quase 30% em relação aos dois anos sobre o número de pedidos via mobile. E a tendência é que esse número cresça cada vez mais.  O seu e-commerce ser responsivo é uma obrigação já.

 

A mesma tela por olhos diferentes

O celular possui infinitas funções simultâneas e os utilizamos para trocar mensagens, ouvir música, trabalhar, assistir vídeos, jogar…

As pessoas podem ser atraídas de diversos lugares. Por isso, a conversão mobile se dá de formas diferentes das do desktop.

O consumidor mobile, muitas vezes, navega no e-commerce sem grandes pretensões de compra. Uma olhada rápida no intervalo do serviço, uma promoção que pode ter chamado atenção ou enquanto espera o transporte público.

A decisão da compra em um dispositivo mobile pode ser simples e rápida, quase no “impulso” do momento. Assim, seu e-commerce não pode abrir muitos espaços para o consumidor pensar duas vezes ou ainda pensar em finalizar a compra depois, pois existe o fator do esquecimento.  Assim, elevamos o índice de abandono de carrinhos, tem que ser rápido e fácil para que a compra possa ser finalizada naquele momento.

 

Colete dados

São através de dados de relatórios que obtemos informações sobre o desempenho da loja e o que os usuários estão buscando. Será que você está oferecendo o que o mercado está procurando?

Simplificando, realizar a venda não é nada mais do que oferecer o produto certo, na hora certa para a pessoa certa. Não desperdice sua verba de marketing oferecendo produtos para qualquer um.

A internet permite que você alcance determinado nicho de pessoas para que suas conversões sejam maiores e, assim, o seu investimento melhor aproveitado.

Os relatórios e dados também permitem que você entenda os clientes, da onde vieram, o que procuram e, assim, torna-los leads para seu negócio.

 

Call to action

O famoso botão “clique aqui” ainda dá certo sim.  Mas, em meio a tanta competitividade, opte por botões autoexplicativos ao invés do “clique aqui”. Não oriente os internautas por cores, afinal, pessoas deficientes também utilizam a internet e você não pode excluí-las da sua lista de leads.

Vá pelo caminho do “Quero receber promoções”. Um truque para seduzir a mente humana é colocar um “não quero receber promoções exclusivas” ao invés do X para fechar a janela.

Induz as pessoas a pensarem que estão, mais do que perdendo algo, deixando de ganhar alguma vantagem.

E não tenha medo de colocar diversos botões Call to Action durante o rolar da sua página. Lembre o consumidor de que a qualquer momento ele pode garantir promoções exclusivas, por exemplo.

 

Financeiro

É mais fácil pagar uma conta pelo desktop ou pelo celular?

Claro que com o avanço da tecnologia e dos aplicativos, hoje é simples realizar um pagamento na hora em que você quiser. Contudo, o celular que está sempre em seu bolso ou na palma de sua mão, facilita esse processo de pagamento.

Quando o consumidor quiser e na hora em que ele quiser. A câmera embutida no aparelho também facilita o processo de leitura de código de barras, poupando a pessoa do trabalho de digitar a grande quantidade de números presentes em um boleto.

 

Perto de mim

Uma das maiores diferenças entre dispositivo desktop e mobile é que normalmente estamos em movimento ao utilizá-lo.

Outra grande recurso que o mobile trouxe para o e-commerce foi a implementação do GPS e do recurso da geolocalização. O Google já disponibiliza, no próprio aplicativo do Maps o “perto de mim” que permite ao usuário encontrar diversos estabelecimentos que se encontram nas redondezas. Assim, é possível segmentar seu público, de acordo com a localização deles. E mesmo enviar ofertas e promoções.

Se você possui um aplicativo de uma loja de sapatos instalado em seu celular, por exemplo, e entrar em um shopping que possui a loja de um concorrente, você pode utilizar da geolocalização para enviar push de promoções e evitar que a compra seja feita no concorrente.

 

Lembre os usuários que você existe

Falando em push, essa é outra função no mobile que você pode abusar!

Se o usuário instalou seu aplicativo no celular, lembre-se de mandar notificações de vez em quando. Seja com descontos e promoções para atrair os mais inativos, à grandes oportunidades para aqueles que estão de olho.

O importante é que você faça o consumidor lembrar de você na hora de realizar a compra.

 

E-mail Marketing

O mobile permitiu que os e-mails fossem abertos em qualquer momento e lugar, basta ter uma conexão com a internet. Os e-mails são lidos primeiro em dispositivos móveis, de acordo com a pesquisa do Email Monday.

E esse mesmo estudo constatou que emails responsivos têm taxas de cliques mais altas. O primeiro link sempre é o mais clicado. Entender esses dados básicos pode te ajudar a aumentar sua taxa de conversão. Tornando esse, um canal essencial para segmentação da sua plataforma.

 

Conclusão

O mobile, não é apenas um desktop compacto. Quando falamos em vendas online e marketing digital, ele apresenta diversas ferramentas que podem ser utilizadas ao nosso favor.

Otimizar seu site para atender e conquistar esse público vai além da otimização no design. Os consumidores não estão sentados à mesa. Estão lá fora, trabalhando, se divertindo, voltando para casa, fazendo outras coisas ao mesmo tempo.

Certifique-se de que você não está “desperdiçando” o tempo dele e utilize as ferramentas ao seu favor.

Thiago Sarraf

é especialista em e-commerce e internet, consultor, professor, palestrante, investidor-anjo e empresário. Formado em Marketing, com especialização em Negociação e certificados em Google Adwords e Analytics. Lecionou em grandes instituições como Faculdade Impacta Tecnologia, FMU, ESPM, Universidade Buscapé e Internet Innovation, hoje seu foco principal é a consultoria de e-commerce e em seus cursos de própria autoria voltados para pessoas que querem abrir ou já possuem um e-commerce e empresários no geral que desejam se aprofundar no tema.

Comentários

PUBLICIDADE