Artigos

Por que otimizar a tela de checkout do seu e-commerce

O design e a usabilidade das telas de checkout do seu e-commerce tem impacto significativo no abandono de carrinho e na taxa de conversão. Otimize sua tela te checkout para não perder clientes nos momentos iniciais

 

Imagem: teclado de notebook com a palavra "comprar" na tecla de enter.

De acordo com uma pesquisa da Forrester Research, 50% dos varejistas lidam com uma taxa superior a 50% de abandono de carrinho. E no Brasil, esse número ultrapassa os 80%. Parte da culpa se deve ao aumento do acesso à internet mobile, pois assim os consumidores montam seus carrinhos em qualquer momento, mas deixam para completar a compra pelo desktop.

Neste artigo, vamos falar sobre como você pode melhorar a tela de checkout e login para aumentar sua porcentagem de vendas.

Por que oferecer um checkout simplificado

Para muitos sites de e-commerce, o requerimento de um cadastro é um desmotivador na hora de converter. Uma pesquisa do Instituto Baymard, em consumidores americanos, mostrou que 35% dos consumidores acabam desistindo quando são forçados a fazerem um login.

Por isso, invista em uma plataforma com checkout rápido e ágil, com poucas etapas. Evite que o consumidor seja levado à outra janela apenas para pagar. Oferecendo um formulário simples, sem questões que os consumidores considerem desnecessárias.

Checkout como visitante

Uma das maneiras de oferecer o checkout simplificado é colocar a opção de concluir a compra como “visitante”. O cliente consegue fazer a compra utilizando apenas o seu e-mail, sem a necessidade de colocar demais dados (a não ser o endereço de entrega).

Nesta opção, inclusive, os dados de pagamento são feitos pelo PayPal ou PagSeguro. Assim, não há necessidade de pedir dados para cobrança.

Parece um pouco impessoal e, com certeza, pouco visto nos e-commerces brasileiros, mas pode agradar os desconfiados e atrair os consumidores das compras “impulsivas”.

Compra com um clique

Diversos e-commerces trabalham com a opção “compras a um clique”, no qual o cliente preenche o cadastro completo apenas uma vez. Assim, nas próximas compras a loja já possui todos os dados, eliminando o trabalho do consumidor.

Esse é um método atrativo para aumentar as conversões de clientes indecisos, pois trabalha a velocidade e praticidade, evitando que o cliente repense nas suas decisões.

O design e layout da página importam sim

A preocupação como layout e design do seu e-commerce vai além da vitrine de produtos. Não adianta a vitrine da sua loja ser a melhor do shopping, se na hora de pagar pelo produto, não fica claro onde é o caixa ou se o serviço é ruim. O resultado é a desistência.

 • Cuidado com as colunas

Na hora de fazer o layout da página de checkout, cuidado ao desenhar muitas colunas com as opções. Como a maioria dos sites é responsivo, no celular, colunas tornam-se uma só, o que obriga o consumidor a rolar a tela abaixo para encontrar as outras opções. E vamos combinar que são poucos os que se arriscam em desbravar o resto do conteúdo. Portanto, vão assumir que não há outras opções e você perde a compra.

Para esse caso, mostrar a primeira opção sendo a “continuar como visitante” pode ser a mais segura. Assim, você mostra ao consumidor que as compras podem ser completadas o mais rápido possível.

 • Chame a atenção

O nosso cérebro costuma pegar atalhos. Pulamos alguns blocos e textos quando não chamam a atenção. Por isso, lembre-se de fazer o design da Call-to-Action de forma que faça o cérebro do consumidor parar e olhar.
Blocos coloridos, textos com letras maiores, mas chame a atenção para a finalização da compra.

 • Capture e-mails

No caso de abandono de carrinho, a sua melhor chance de recuperação é via e-mail. Porém, a estratégia torna-se falha se você não captou o e-mail do cliente.

Não deixe para pedir essas informações depois, no checkout. Tente captar esse meio de contato logo no início!

 • Facilite o processo para o futuro

Os clientes nem sempre leem os avisos, mas quando leem, avise-os que eles podem deixar os dados salvos e, assim, facilitar o processo numa futura compra.

 • Evite abas

Os e-commerces devem evitar as “abas” em telas de checkout. Evite “esconder” informações.

Todas as informações de finalização de compra devem encontrar-se em uma tela só, fácil para novos clientes e os que já realizaram alguma compra na loja.

 • Não confunda os consumidores

Lembre-se de deixar as informações e métodos de checkout bem esclarecidos.

Se seu e-commerce permite o login através das redes sociais, deixe em evidência. Mas, não faça o consumidor pensar demais ou acaba se tornando abandono de carrinho, justamente por não entender como proceder.

Qual melhor aproximação?

O objetivo do primeiro passo do checkout é fazer com que os consumidores avancem para o próximo passo, e não perde-los durante o processo devido à problemas de usabilidade ou design.

  • Clientes novos e antigos devem conseguir identificar, rapidamente, a opção de login, sem rolar a tela, seja em

desktop ou mobile;

  • Novos clientes não devem ser questionados se gostariam de prosseguir com a compra como visitante ou fazer um cadastro;
  • E-mails devem ser captados antes que possível.

Processos simples, intuitivos e que incentivam clientes a comprar acabam sendo os mais eficazes. Lembre-se: não é porque o consumidor foi até a página de finalização de compra que significa que a venda foi feita. Existem N razões para que a desistência seja feita.

Portanto, prestar atenção nos mínimos detalhes até o momento da entrega do produto, cria uma boa experiência de compra e é mais provável que seu e-commerce seja indicado.

Thiago Sarraf

é especialista em e-commerce e internet, consultor, professor, palestrante, investidor-anjo e empresário. Formado em Marketing, com especialização em Negociação e certificados em Google Adwords e Analytics. Lecionou em grandes instituições como Faculdade Impacta Tecnologia, FMU, ESPM, Universidade Buscapé e Internet Innovation, hoje seu foco principal é a consultoria de e-commerce e em seus cursos de própria autoria voltados para pessoas que querem abrir ou já possuem um e-commerce e empresários no geral que desejam se aprofundar no tema.

Comentários

PUBLICIDADE