Artigos

Quais os principais erros cometidos por médicos e dentistas no marketing digital?

Trabalhar com marketing digital deixou de ser opção para profissionais da saúde há tempos. O público está na internet e o atendimento por telemedicina, por exemplo, veio para ficar. É por isso que vemos cada vez mais médicos, dentistas e clínicas investindo em estratégias digitais

No entanto, isso não significa que erros na área deixaram de ser comuns. Alguns deles podem até ser fatais para sua divulgação online. Quer entender quais são os erros mais comuns e como evitá-los? Separamos esse artigo em três categorias para facilitar a compreensão: problemas comuns em sites, redes sociais e atendimento digital. Continue lendo para entender tudo a respeito.

 

Erros comuns em sites

Por acaso você já ouviu falar que o site é a vitrine do seu negócio? Pois ele é muito mais que uma vitrine, é sua principal ferramenta de venda e base para várias ações de marketing digital médico e odontológico. Na verdade, podemos considerá-lo como a versão digital de seu consultório. Confira os principais erros cometidos em portais profissionais para evitá-los ou corrigi-los o mais rápido possível:

 

1) Ter um site não otimizado para mobile

Dispositivos mobile já são os campeões de acessos à internet no Brasil. Portanto, devem ser considerados durante a programação de um site. Ou seja, seu site deve ser responsivo, podendo ser acessado tanto por desktop quanto por smartphones e tablets, adaptando-se aos formatos de tela sem perder suas qualidades. 

Essa é uma característica essencial para quem deseja destacar-se online. Além de melhorar muito a experiência do usuário, sites responsivos são melhores para ferramentas de busca. O Google e outros buscadores consideram essa característica essencial para posicionar páginas nos primeiros resultados de pesquisa. 

Seu site ainda não é responsivo? Consulte seu desenvolvedor ou plataforma de criação de sites. Resolver esse problema é uma das prioridades para melhorar o marketing digital de sua clínica ou negócio.

 

2) Manter informações desatualizadas no site

Ter um site desatualizado é ruim tanto para quem entra nele em busca de informações quanto para quem quer obter um bom tráfego via buscadores, como o Google. 

Quando um paciente acessa um site espera ter informações atualizadas sobre tudo, desde contato até serviços, e qualquer pequeno erro nesses conteúdos gera decepção. Para fazer com que o internauta fique satisfeito seu site precisa conter tudo que alguém precisa saber. 

O portal de uma clínica, por exemplo, pode incluir seções sobre: 

  • Profissionais que atendem no local e especialidades; 
  • Exames ou procedimentos realizados; 
  • Convênios médicos; 
  • Como realizar agendamentos; 
  • Informações de contato e endereço. 

 

No entanto, tudo isso será em vão se não houver manutenção constante em sua página. Mesmo que pareça difícil, faça um esforço para atualizar seu site sempre. Evite situações desagradáveis, como o que acontece quando alguém liga perguntando sobre uma especialidade que não é mais oferecida. 

Os buscadores também preferem sites atualizados. O robô do Google analisa se houve atualizações recentes naquela página e ranqueia prioritariamente a mais atualizadas. Isso faz toda a diferença em mercados mais profissionalizados, onde os negócios de saúde disputam palavra por palavra as primeiras posições na SERP (como é chamada a página de resultados do Google) nas buscas sobre assuntos deste segmento.

 

3) Deixar de investir em hospedagem de qualidade

Sabia que ferramentas de busca penalizam sites lentos? Pois o objetivo de tais ferramentas é sempre trazer os melhores resultados para os usuários. Por isso os robôs de busca veem a lentidão para carregar um site como um problema, já que a tendência é que usuários fechem a aba antes mesmo do site estar completamente na tela em caso de demora. 

Portanto, a ferramenta de busca entende que tais links não são relevantes para o que o usuário precisa e deixa de colocá-los entre os primeiros resultados. Esse é o motivo pelo qual quem está em busca de uma divulgação mais eficiente não pode deixar que isso aconteça. 

Uma das melhores formas de garantir velocidade no site é através de uma boa hospedagem. Ela evita quedas no site e garante sua velocidade. Para isso, prefira as hospedagens dedicadas ou semi dedicadas. Uma boa hospedagem combinada com um site bem programado e otimizado para SEO garantirá uma excelente velocidade de carregamento para seu site. 

 

Erros comuns nas redes sociais

Às vezes parece que todo mundo sabe usar Facebook e Instagram hoje em dia. Mas ainda encontramos muitos erros nas redes sociais de profissionais da saúde. Confira os principais deles para verificar se afetam seu negócio.

 

1) Economizar nos anúncios

Quem está na internet há mais tempo sabe: o alcance orgânico das redes sociais está em queda livre. Antigamente era mais “fácil” alcançar pessoas e ter engajamentos em postagens. Contudo, houve mudanças recentes nas plataformas. Um exemplo é a retirada da visualização das curtidas do Instagram. 

Por isso a melhor saída tem sido investir em tráfego pago. O grande problema é economizar demais em suas campanhas. Procure no Google e você encontrará dezenas de artigos explicando como fazer anúncios econômicos. Suas campanhas não precisam custar mais que R$ 10,00, dizem alguns deles. Mas será que é verdade?

O marketing digital é bastante volátil. Suas variáveis mudam de acordo com empresa, público-alvo, região e comportamento do consumidor. Por isso, recomendamos não definir o orçamento de acordo com qualquer guia ou fórmula pré-pronta. Anúncios podem ser um pouco mais caros, mas o que importa é trazerem resultado. 

Experimente, avalie e teste de novo. Essa é a única forma de saber quanto investir em ads para sua empresa no ramo da saúde.

 

2) Criar conteúdo sem saber para “quem”

Por acaso você conhece seu público-alvo? Muitos desconhecem essa informação, mas ainda assim criam conteúdo para suas redes sociais. No marketing digital utiliza-se um modo de trabalho que é a criação de uma persona. 

Essa é uma personificação do seu cliente ideal que ajuda a direcionar as postagens criadas. Para elaborar uma persona pense em características de seus clientes. Ela precisa de nome, idade e história de vida para tornar-se mais “real” e permitir criar conteúdos direcionados. 

Suas postagens precisam ser relevantes e criá-las com alguém em mente ajuda muito e melhorar seus resultados!

 

3) Criar conteúdos somente para venda

Quando entramos em alguns perfis profissionais vemos vários informativos de procedimentos e chamadas para agendar consultas. Apesar de ser o objetivo do marketing, só usar conteúdo para venda deixa a rede social entediante. Seu público não está na internet para receber anúncios constantes. 

Na realidade, ele está em busca de informações e entretenimento. Quem faz posts pensando que seu perfil de rede social é um panfleto virtual acaba perdendo a relevância online. Seus posts obtém menor engajamento e o alcance geral da conta cai. 

 

Erros comuns no atendimento digital

O atendimento também prejudica muito suas chances de conseguir novos clientes através do marketing digital. Os erros mais comuns prejudicam não só a divulgação, mas também a retenção de pacientes.

 

1) Ter mão de obra mal treinada na recepção

Sua recepção é o primeiro ponto de contato com o cliente. Para melhorar o atendimento digital é importante investir em treinamentos, tanto para o atendimento em si quanto para o uso de ferramentas digitais

Garantir que os profissionais da recepção estejam bem treinados é a melhor forma de potencializar seu marketing. Ao realizar um bom trabalho com o site e nas redes sociais a tendência é que o número de contatos aumente. Então, é preciso que esses contatos sejam recebidos por um atendimento carismático e que ajude a convertê-los.

 

2) Utilizar somente o telefone para atendimentos

Hoje em dia existem inúmeras ferramentas para contato. O telefone não perdeu sua relevância, mas está aos poucos deixando de ser o foco na área de atendimento. As gerações mais novas já preferem falar por texto ou áudio, por exemplo. 

Por acaso sua clínica ainda usa somente o telefone? Comece a estudar o uso de ferramentas alternativas, como o Whatsapp, chat no site e ferramentas de vídeo também usadas para telemedicina, como Zoom, Skype e Google Meet. Quanto mais opções de contato você for capaz de oferecer para seu cliente, melhor.

 

3) Deixar de responder inbox e comentários

Seus clientes também entram em contato usando as redes sociais. Quando deixam suas dúvidas nos comentários de uma postagem e não recebem respostas ficam decepcionados. É ainda pior quando alguém tenta contato para agendar uma consulta ou procedimento usando o inbox e é ignorado. 

Oriente seus recepcionistas e/ou sua agência de marketing digital a conferirem os comentários e inbox da página do Facebook e Instagram. Muitos pacientes tentam marcar consulta por esses meios e responde-los com brevidade é um importante modo de conversão de leads. 

Aplicando uma boa estratégia de marketing digital e corrigindo esses erros o sucesso estará ao alcance de sua clínica ou consultório. A divulgação online é a melhor solução para qualquer um que trabalhe na área da saúde e pode ajudar a aumentar a influência de um profissional, tornar uma clínica mais conhecida e, certamente, conquistar mais pacientes. O que importa é fazer isso com cuidado para garantir que, depois de atraídos, os pacientes adquiridos continuem fiéis e lhe indicando para outros pacientes. 

Edgar Cardoso

Diretor da E-clínica Marketing Digital. Graduado em marketing pela ESPM-SP e pós-graduado pela FGV.

Comentários

PUBLICIDADE