Artigos

5 maneiras de melhorar a produtividade no trabalho com mindfulness

Imagem: homem segurando um lápis gigante ao lado de uma prancheta com as palavras "to do". mindfulness.

Qual foi a última vez que você teve uma experiência em seu cotidiano onde experimentou dedicar atenção plena à uma experiência? No dia a dia cada vez mais turbulento que enfrentamos, muitas vezes, isso é bem difícil. Tanto para questões pessoais, quanto profissionais. A técnica de mindfulness (atenção plena) propõe prestar atenção, de propósito, no momento presente, sem distrações, julgamentos e interrupções. Aplicá-la no seu dia a dia de trabalho pode trazer muitos benefícios e melhorar a sua produtividade e capacidade de foco. Engana-se quem pensa que isso é coisa somente de quem faz yoga! Todo mundo deveria praticar. No passado, pesquisas sobre atenção plena no trabalho focavam em cargos executivos e na performance cognitiva associada a esse trabalho. Quer saber mais a respeito? Continue lendo este post!

 

O que é mindfulness?

Mindfulness é a tradução da palavra Sati, que é definida como “a capacidade de se lembrar”. É quando o ser humano está consciente daquilo que se passa com o seu corpo, mente, pensamentos e emoções, isso tudo ao mesmo tempo.

Na língua portuguesa, mindfulness pode ser explicada como consciência, vigilância, foco, atenção e também é conhecida como “atenção plena”. Acredita-se que a atenção plena melhora a comunicação e o foco, além de reduzir a ansiedade e o stress. Também, dá um gás em suas habilidades cognitivas, nas leituras e nas atividades do dia a dia, o que faz de você uma pessoa melhor, mais calma e atenta. Não é ótimo?

A prática pode ser uma grande aliada dos gestores e profissionais que precisam tomar decisões importantes dia a dia. Pois, com ela treinamos qualidades de atenção ao momento presente e autocompaixão com experiências desafiadoras. Através do treinamento de mindfulness aprendemos a perceber pensamentos, sensações corporais e emoções no momento que ocorrem, sem reagir de maneira automática ou habitual. Com isso, também compreendemos como fazer escolhas mais conscientes e funcionais, influenciando positivamente na maneira como lidamos com os desafios. Desta forma, aprendemos a regular as emoções desafiadoras e a criar espaço mental, mesmo em circunstâncias difíceis.

 

Como surgiu?

A técnica possui raízes na filosofia e religião budista e é inspirada, sim, nas práticas milenares de meditação e Yoga. Mas, conforme falamos anteriormente, ela não precisa ser praticada somente pelos amantes da Yoga, pode ser benéfica para várias situações, inclusive profissionais.

O mindfulness assumiu um novo significado e prosperou quando começou a ser estudado pela psicologia ocidental, apoiado em suporte científico. As pesquisas acadêmicas sobre mindfulness começaram em 1979, na Universidade de Massachussets, Estados Unidos, comandadas pelo professor Dr. Jon Kabat-Zinn.

Ele criou um programa com o objetivo de reduzir o estresse baseado na prática. O método também foi estudado e teve prestígio na Universidade de Oxford, na Inglaterra.

O objetivo é estimular o cérebro, por meio de exercícios de respiração e concentração, a perceber os movimentos e sensações do corpo em qualquer situação.

No ambiente das organizações, por exemplo, o mindfulness é um grande aliado na redução do estresse, prevenção da síndrome de burnout e até mesmo no desenvolvimento de estratégias de liderança.

 

Veja alguns exercícios rápidos de mindfulness

  1. Aplique algumas das dicas abaixo fazendo uma pausa de 30 segundos para cada uma delas durante o seu dia. Você verá os resultados rapidamente 🙂
  2. Pare no meio de alguma atividade no seu dia a dia. Foque a atenção para a sua respiração, nas sensações do seu corpo, observe o movimento dos pulmões.
  3. Sinta as sensações corporais que ocorrem nesse momento, tensões musculares, dores, qualquer sensação e não tente modificá-la, apenas registre a sua sensação.
  4. Tome nota das sensações que você esteja experienciando, por exemplo: “Estou me sentindo agitado” ou “Estou ansioso”. Não tente modificar a sensação, apenas aceite-a.

Traga a sua atenção ao seu corpo, às sensações e como você está as experienciando. Conecte-se com elas, sem julgar ou comentar e apenas respire com elas. Permita-se apenas estar e relaxar com qualquer coisa que esteja presente.

 

Algumas dicas práticas para melhorar a produtividade no trabalho

1) Tome nota das tarefas e projetos para o próximo dia

Antes de ir para casa no final do dia, experimente anotar o que você precisa fazer no dia seguinte, quais são as pendências, o que conseguiu e não conseguiu resolver naquele dia. Tente organizar suas tarefas por esses três critérios: prioridade, nível de foco necessário e quanto tempo cada tarefa levará.

2) Inicie o dia meditando

Às vezes quando chegamos no trabalho, nossa cabeça está em outro lugar…quem nunca não é mesmo? Iniciar o dia meditando pode te ajudar a se concentrar e estar presente por completo em cada lugar. Faça 10 minutos de meditação mindfulness pela manhã, isso pode ajudá-lo a recuperar o foco e a calma. Que tal fazer uma lista e músicas relaxantes para ouvir no início do seu dia? Encontre uma sala silenciosa, sente-se numa cadeira confortável, feche os olhos, respire calmamente e apenas relaxe. Muitos escritórios já contam com esses espaços de descanso com o objetivo de melhorar o foco e a produtividade dos colaboradores.

 

3) Tenha foco e concentre-se em uma atividade por vez

Fazer tudo de uma vez nunca foi sinônimo de produtividade. Você precisa focar nas suas prioridades. Faça uma atividade de cada vez com o objetivo de entregar seu melhor para cada uma. Muitos estudos comprovam que ser multitasking não vai te ajudar em nada. Só comece a próxima tarefa quando terminar a anterior.

 

4) Crie um ambiente livre de distrações

Que as distrações nos fazem perder o foco não é novidade para ninguém. Evite logar nas redes sociais enquanto trabalha e desative as notificações. Separe um tempo específico para ler e-mails e fazer/retornar ligações como uma tarefa separada e designada.

 

5) Perdeu o foco? Pare e escreva

Você foi interrompido de alguma forma, recebeu alguma ligação com uma notícia inesperada, esqueceu o que estava fazendo antes…pare e anote. Anotar te ajudar a se manter focado no que deve fazer e no próximo passo. Tome alguns minutos para si mesmo e anote como você se sente naquele momento. Faça uma pausa para voltar a focar no que estava desenvolvendo.

Como vimos, a consciência plena, na maioria dos casos, só é atingida pela prática constante da meditação, que é o ato de sentar-se calmamente e quieto e se focar em elementos como respiração, ideias relaxantes, ou, até mesmo em nada em particular. A prática de mindfulness pode ser muito benéfica para manter o foco no seu dia a dia de trabalho e aumentar a produtividade. Que tal sugerir para a sua equipe começar a praticar?
Tem alguma técnica? Conte para a gente 🙂

Larissa Muhlbauer

Pós graduada em Marketing e Comunicação Estratégica e Especialista em Marketing Digital pela Sustentare Escola de Negócios. Trabalha com marketing e comunicação há mais de 6 anos. Atualmente, atua como analista de marketing digital na Operand.

Comentários

PUBLICIDADE