Artigos

A nova indústria fashion: talento, inclusão e tecnologia

Uma das coisas que mais me chamou atenção no Dublin Tech Summit neste ano foi uma área exclusiva para discutir a relação entre a indústria fashion e tecnologia. Um relação que parece completamente distante, mas que após algumas palestras clareou minha mente e mostrou o quanto existe aproximação entre as duas áreas e o quanto já existe o investimento no trabalho dos setores.

Uma das palestras nesta área no primeiro dia de evento foi da Ama Lucky, Gerente e Co-Founder da Global Fashion Battle, uma das maiores incubadoras de Startups no setor Fashion do mundo. A Gerente de Inovação explorou essa “nova era” da indústria da moda e pontuou as próximas tendências.
 

Ama Lucky, Gerente e Co-Founder da Global Fashion Battle, fala sobre a relação da indústria fashion e a tecnologia

 

Novas capitais da Moda

 
Pensar apenas em padrão beleza ficou para trás. É preciso unir talento e produção com “data“! Entender quem são os consumidores, o que eles buscam e incluí-los. Essa inclusão incluem desde criação e modelagem até mesmo as necessidades. Fazer coleções apenas para “Fashion Week” é só gasto de dinheiro e tempo nos dias de hoje. Os executivos da área buscam unir conhecimento, trabalho e crescimento.
 

“Smart is the new fashion”

Entramos novamente da relação de produzir coleções e peças apenas para semanas da moda pelo mundo: essa ideia virou antiga e começa a ser vista como perda de tempo. Ser inovador e tecnológico é o nova tendência da moda. Casacos com aquecedor próprio, Tênis que te ajudam na performance da corrida, sapatos de salto que alertam quando suas pernas já estão cansadas, são algumas das novidades da área. A moda agora busca unir bom gosto com usabilidade.

 

Que tal roupas inteligentes para conectar diretamente com o seu smartwatch e smartphone?

 

Sustentabilidade

Em pesquisas realizadas por todo o mundo, mais de 67% dos consumidores pagam mais caros por produtos e serviços com uma “pegada” sustentável. A moda alertou para isso e cada vez mais, investe em produtos não só autênticos, mas que possuam matéria prima e tecnologias sustentáveis. A natureza agradece e o marketing também!

 

O que tiramos de lição de tudo isso?

Podemos concluir que a indústria da moda hoje possui muito pouca semelhança com a de uma década atrás e vai mudar, ainda mais, na próxima década. Serão mudanças surpreendentes e transformadoras! Os padrões e milhões de gastos ficaram para trás. A preocupação com produzir algo realmente útil e inovador sai na frente!
 

Palavras para definir essa nova indústria: inovação, inclusão, sustentabilidade, talento.

Avatar

Priscilla foi Gestora de conteúdo na Digitalks, atuou em grandes agências, além de empresas nacionais e multinacionais, como Red Bull, com Marketing e Mídias Sociais. Foi editora-chefe da Revista Digitalks por 2 anos, já escreveu revistas para grandes empresas como Samsung, além de vasta experiência em conteúdo social e cobertura de eventos. Entusiasta e amante da comunicação e do mundo digital, gosta de compartilhar tudo que vivência e aprende. Acredita que dessa forma, o mundo vai ser cada vez mais pensante e atuante.

Comentários

PUBLICIDADE