Artigos

SnapChat: por que sua marca precisa aproveitar essa onda, e rápido!

Hoje, antes de começar uma reunião, comecei a fuçar no meu SnapChat e percebi uma mudança muito radical na forma de utilizá-lo.

Por isso, resolvi compartilhar com vocês a minha percepção de como as empresas devem surfar nessa nova onda, e o quão rápido isso precisa acontecer.

O SnapChat já se consolidou, e isso ninguém mais pode negar.

Os números não mentem!

Ele superou o número de usuários diários do Twitter e, no mês de junho de 2016, chegou a 150 milhões de usuários ativos diariamente.

É a rede com a maior taxa de engajamento em relação aos seguidores, pois o “amigo” que escolhe ver os seus snaps os vê, de fato!

Outro diferencial do SnapChat é a escassez, que move os olhares para as histórias dentro do aplicativo. Afinal, se você não acessá-lo dentro de 24 horas, acaba perdendo tudo o que aconteceu por ali.

Sendo assim, e pensando que o engajamento é verdadeiramente a melhor forma de propagar uma oferta, as marcas estão – ou deveriam estar – desesperadas para aproveitar essa onda.

Porém, no meu ponto de vista, o SnapChat “cagou” em sua última atualização, ao liberar que você poste fotos da sua galeria dentro do App.

Na minha opinião, o grande argumento que dava poder ao SnapChat era justamente o fato de você só conseguir postar fotos da sua câmera.

Era isso que atraía o engajamento para ver o que as pessoas ou marcas realmente vivem no momento, e não as fotos editadas e produzidas para influenciar.

Essa questão de mostrar o que está realmente acontecendo passa muito mais verdade, e o consumidor moderno gosta disso.

Perdemos totalmente o aspecto da naturalidade do Snap, e muito provavelmente ele entrou em uma disputa com os outros Apps que já disponibilizam essa função, como o Instagram e o Facebook.

Mas ainda há tempo!

Se sua empresa ou marca pretende usar essa estratégia dentro do marketing digital, essa é a hora.

Vejam o caso do Itaú, que para mim é fantástico!

A meu ver, o Itaú faz três trabalhos de Marketing através do Snap.

A primeira intenção, que é mais nítida e também divulgada, é expor os setores de trabalho dentro do banco e tirar dúvidas sobre estágios para se comunicar com um público mais jovem e, assim, atrair talentos.

Para mim, existe também um segundo ponto. Ao afirmar que o ambiente de trabalho do Itaú é agradável, o colaborador se compromete com aquele fato, e aí está um excelente trabalho de EndoMarketing.

O terceiro ponto, que indiretamente visualizo, é que até mesmo os jovens que não pretendem trabalhar no banco serão influenciados pelo aspecto da inovação, criando, assim, afeição com a marca. Esses jovens serão os futuros clientes do Itaú!

Portanto, caso sua empresa tenha algum interesse em impactar um público mais jovem, com certeza o SnapChat ainda pode trazer bons frutos, mas em breve outras redes surgirão. Então, aproveite enquanto é tempo!

Espero ter ajudado você a entender o quão importante é o timing de aproveitar essa nova onda!

Avatar

é especialista em Marketing Digital e gerente de Novos Negócios na LinkBrand, agência de marketing digital integrado. Com passagens por empresas renomadas do mercado, Gustavo iniciou a sua carreira há mais de 15 anos, exercendo cargos operacionais como web designer e cargos comerciais na área do marketing digital. Ao longo desse período​,​ adquiriu amplo conhecimento em vendas on​-​line, compreendendo as mais diversas funcionalidades e alcances de ferramentas que, utilizadas estrategicamente, são realmente capazes de promover os melhores resultados segundo os objetivos de cada empresa. Ao longo dos anos​,​ adquiriu amplo conhecimento em vendas on​-​line, compreendendo as diversas ferramentas para buscar sempre os melhores resultados de negócios para as empresas.

Comentários

PUBLICIDADE