Artigos

O desafio de gerenciar contas de celulares corporativos

Uma comunicação eficiente nas empresas é fundamental. A comunicação móvel chegou para melhorar de forma exponencial os processos internos. Hoje o volume de celulares corporativos aumentou muito e a dificuldade de administrar o alto volume de linhas também. O que antes era uma tarefa dada à secretária ou ao estagiário da área de compras, hoje é de responsabilidade do Departamento de Tecnologia da Informação, que faz a administração em conjunto com outros departamentos da empresa. O que era um benefício para executivos e pessoas estratégicas dentro das corporações se tornou uma ferramenta de trabalho praticamente indispensável.

Os celulares fazem parte do dia a dia da empresa, seja facilitando pedidos junto ao cliente, recebendo ordens de serviço, rastreamento de caminhões, gerenciamento de equipe em campo, gerenciamento de frotas, treinamento pessoal, além dos benefícios que a IoT, Internet das Coisas, pode trazer as pessoas.

Com o crescimento do uso dos telefones móveis, o custo de telefonia móvel se tornou um dos cinco maiores custos indiretos das corporações. O gerenciamento dos dispositivos e seus respectivos custos se tornou um grande desafio para os administradores desses contratos fazendo com que eles busquem soluções que auxiliem nesse gerenciamento.

O sistema Mobile Control ajuda muito nessa operação. O primeiro passo é gerenciar os aparelhos, ou seja, fazer o controle do inventário. Qual aparelho e linha está com quem? Essa pessoa é de qual departamento? Pertence a qual centro de custo? Após esse processo começam as análises, conta por conta. Por meio do sistema é possível minimizar, e muito, o trabalho do departamento de contas a pagar, priorizando outras operações. Os relatórios são gerados mensalmente para avaliar os gastos, os pontos a melhorar e os trabalhos realizados.

A auditoria de faturas é extremamente importante, pois 99% das contas corporativas possuem erros de cobrança, e uma eficiente consultoria tanto na alocação correta de pacotes ou serviços resulta em média 20% na redução de custos, chegando até 50% de economia.

Em análises já realizadas, 50% das ligações não tem vínculo com a empresa, são ligações particulares ou para outros fins; 22% das ligações foram feitas no fim de semana em empresas que não possuem operações aos sábados e domingos; e mais 20% de ligações feitas fora do horário de trabalho em dias da semana. Alternativas para coibir o uso indevido também fazem parte da gestão telecom de uma empresa, apresentando uma transparência nos gastos ainda maior.

Atualmente a gestão de telecom é fundamental para a otimização dos custos de Telecom. Para bons resultados, os serviços devem ser prestados com softwares e profissionais familiarizados com esse segmento, deixando de lado as antigas formas de gestão como, por exemplo, planilhas de Excel, que já estão ultrapassadas. Os ganhos com a utilização dos recursos atuais são imensuráveis e muitas vezes determinam a sobrevivência ou não de empresas em segmentos competitivos e de busca constante de melhor eficiência.

43 anos, é formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de São Carlos e tem especialização em Engenharia de Redes e Sistemas de Telecomunicações na Inatel. Teixeira tem experiência na comercialização de serviços e produtos de tecnologia em empresas como Vivo, Argo e Xerox, sendo o idealizador e responsável pela ampliação e consolidação da marca CCM, de mobile control.

Comentários

PUBLICIDADE

RECEBA NOVIDADES

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Oferecimento:

Projeto mantido por:

Media Partners:

Projeto hospedado por: