Menu

Artigos

A importância da governança de TI na transformação digital

A transformação digital ganhou destaque em diversos portais de notícias com a promessa do aumento da produtividade, processos mais eficazes, desempenho acima da média, e tantos outro benefícios que são cobiçados pelas organizações.

Porém não adianta contratar os melhores softwares, profissionais altamente qualificados, se a sua empresa não têm recursos para apoiar estes profissionais. A governança de TI vem para fortalecer tecnologicamente o lado estratégico da sua empresa.

Vamos entender um pouco mais deste universo e algumas ferramentas que podem ajudá-los na rotina de trabalho.

 

O que é governança de TI?

A governança de TI é o setor responsável por garantir o alinhamento dos processo de TI com a estratégia de negócios da empresa. E isto é feito através da criação de normas, políticas e diretrizes que têm como objetivo melhorar o desempenho do negócio.

Então podemos pensar na governança de TI estipula processos, normas e fiscaliza para garantir que estão sendo cumpridos pelos responsáveis.

Estamos em um momento onde as empresas estão cada vez mais tecnológicas e dependentes do digital, e a governança de TI surge para gerenciar os riscos e garantir a segurança da empresa.

Isso faz com que não apenas o CIO seja responsável pela governança de TI, mas que os C-Levels da administração da empresa, também façam parte das decisões deste setor. 

 

Qual a diferença entre gestão e governança de TI?

Essa é uma dúvida comum e precisamos entendê-la para que possamos falar sobre a transformação digital envolvendo a governança de TI.

A governança de TI fica responsável por determinar o funcionamento do setor e fiscaliza o cumprimento das políticas e normas.

Já a gestão de TI ficará encarregada de manter o desempenho dos serviços, promover a transformação digital na corporação, gerenciar a equipe de TI e certificar que às necessidades dos usuários está sendo atendida.

 

Benefícios da governança de TI

Da mesma forma que os processo de TI precisam estar organizados e buscando melhorias para a organização, também é preciso estar por dentro das inovações tecnológicas que ocorrem no mundo.

Estamos em um mundo globalizado, onde as informações transitam rapidamente e ter acesso a novas tecnologias antes dos seus concorrentes, pode ser um grande diferencial competitivo.

Segurança da informação

A segurança da informação é um dos pilares que sustenta a governança de TI, pois garante que as informações não serão comprometidas. Por isso este setor é tão importante para uma empresa, pois ele irá criar processos que irão facilitar este tipo de verificação.

Melhor aproveitamento dos recursos da empresa

Uma estratégia que a governança de TI pode adotar para que todos conheçam os serviços prestados pelo setor, é criar um catálogo de serviços que dará uma visão geral para as outras pessoas.

Devido a organização dos processos, é possível que os gestores identifiquem quais são as necessidades que devem receber prioridade na resolução, aumentando o aproveitamento dos recursos operacionais e tecnológico da empresa, além de otimizar o tempo das atividades.

Redução de custos

Como o setor de TI é capaz de identificar quais são as necessidades que devem ser atendidas com prioridade, consequentemente irá aumentar os resultados e diminuir os gastos.

Se preparar para situações como: falha física nos periféricos, arquivos corrompidos, ataques de vírus, arquivos deletados acidentalmente, entre outros problemas que possam ocorrer, garante que a empresa não sofra prejuízos ainda maiores.

A governança de TI desempenha um papel fundamental na transformação digital que é de mudar o comportamento de como as pessoas se relacionam com a tecnologia e utilizar isso a favor da empresa.

Para garantir o sucesso deste gerenciamento, algumas ferramentas podem ser adotadas pelas empresas, e veremos seu funcionamento à seguir.

Gerenciamento de Discos

Gerenciamento de Discos

 

Muitas vezes será preciso copiar um disco inteiro, adicionar partições ou recuperá-las. Uma opção gratuita é o EaseUS Partition Master, que funciona em sistemas Windows, e que você poderá utilizar para recuperar FAT, NTFS e a MBR.

O processo de instalação é rápido, ao executar o programa, abre uma janela com botões para acessar suas três funções principais: 

  1. o gerenciador que administra as partições e demais funções no disco rígido;
  2. recuperação de dados da lixeira ou de partições do HD;
  3. serviço de backup e restauração, aconselhável utilizá-lo antes de modificar as estruturas do disco rígido na primeira opção.

O objetivo principal do software é administrar as partições, ou seja, dividir o disco rígido. Após escolher esta opção, o software irá realizar o reconhecimento automático de todos os discos rígidos presentes em seu computador, e às suas partições.

Este tipo de software é fundamental para quem trabalha com TI e precisa lidar com os problemas do dia a dia.

Gestão de ativos de TI

Gestão de ativos de TI

 

Outra ferramenta gratuita e que auxilia no monitoramento da rede e possui ferramentas de suporte, é o Spiceworks.

Com ele é possível monitorar toda a rede, rastrear pontos críticos da estrutura de TI, sejam eles servidores, computadores ou dispositivos IPs.

Para os gestores que trabalham com redes corporativas grandes, é possível automatizar algumas tarefas, além de integrá-lo com outros sistemas.

Quando falamos sobre a gestão de TI, é importante termos um inventário com todos os softwares e hardwares catalogados.

Um dos módulos deste software, é justamente organizar todos os dispositivos em uma tela, otimizando o processo de gestão.

Já o módulo de monitoramento de rede, mostra detalhes importantes de cada máquina, como: se há espaço suficiente no disco rígido, atualizações de softwares, falhas nas assinaturas digitais, monitorar quem instalou determinado software, além de pode consultar o log de todas as máquinas que estão na rede.

Para quem trabalha com um parque informático, é possível ter uma gestão centralizada.

Segurança contra ataques

Além de todos os cuidados que os gestores precisam ter com a rede interna, também é preciso se proteger contra ataques externos.

Para quem precisa testar diferentes tipos de vulnerabilidades e ataques, de forma rápida e massiva, o PentestBox é uma ferramenta opensource que permite testar as fragilidades da sua rede.

Este pacote possui diversas ferramentas de pentest onde é possível rodá-las diretamente no Windows, de forma simples e rápida.

Além dos comandos padrões do Windows, a ferramenta também permite utilizar comandos do Linux como: bash, cat, chmod, ssh, entre outros, além de disponibilizar o editor “Vim”.

O uso de espaço de disco é de apenas 20MB e necessita 2 GB de RAM. Ideal para que deseja utilizar em uma máquina virtual.

 

Gestão baseada em resultados

Com todo estes processos de gestão, fica evidente a importância do TI para a manutenção e desenvolvimento da organização, em um ambiente extremamente competitivo como é são às áreas que envolvem tecnologia.

E podemos dizer que isso afeta todos os mercados, seja um hospital, que necessita de uma equipe de TI para gerenciar os equipamentos, uma empresa agrícola, afinal muitos tratores e colheitadeiras são monitoradas por GPS, e por isso necessitam de uma estrutura de TI para que possam desempenhar suas funções.

Com este artigo espero que você compreenda o papel da governança de TI dentro das organizações e como ela pode beneficiar o seu negócio. 

Aliás, vale a pena conferir este artigo sobre LGPD, pois é outra área que irá afetar todas as empresas do mundo.

 

William Mendes

Consultor de Marketing e graduado em Marketing pela Universidade Anhembi Morumbi. Atua no mercado de Marketing Digital desde 2014, atendendo empresas da China, Espanha, Portugal, Israel e Estados Unidos.

Comentários

PUBLICIDADE