Artigos

Como prever o futuro com Pensamento Exponencial

Já imaginou como seria se, ao invés de dar 30 passos, você pudesse dar mais de 1 bilhão no mesmo espaço de tempo? Seria possível deixar de simplesmente atravessar a rua para dar 26 voltas ao redor da Terra. Esse é o objetivo do pensamento exponencial, o centro do desenvolvimento de todas as grandes empresas da atualidade.

Nós, como seres humanos, pensamos de maneira linear. É objetiva e direta, mas não possui o mesmo nível de abrangência e nem a capacidade de enxergar o futuro como o pensamento exponencial.

linear-exponencial

É nesse momento que recorremos a Peter Diamandis, fundador da Singularity University, universidade no Vale do Silício, financiada por Google, Cisco, 3D Systems e diversas outras gigantes do ramo. O empresário ensina os 6D’s do crescimento exponencial, essenciais para entender e adotar esse tipo de pensamento.

1) Digitalização

O primeiro é o mais óbvio: tudo que é digitalizado, entra automaticamente no processo de crescimento exponencial. Isso porque o código binário que os computadores usam para processar informação está continuamente em desenvolvimento, podendo ser replicada automaticamente, sem custo algum, quase infinitamente.

2) Decepção

Quando as coisas são digitalizadas, elas entram num período de decepção. Ou seja, no início do seu crescimento exponencial, a evolução é quase imperceptível, podendo enganar facilmente quem olha de fora. Mas chega um momento em que essa segunda fase acaba, e entra num período de…

3) Disrupção

É nesse momento em que o mundo muda. É numa breve virada de jogo que tudo aquilo que estava em decepção, passa a crescer tão rápido, que em pouquíssimo tempo ultrapassa o desenvolvimento linear quantitativamente de uma maneira impressionante.

4) Desmaterialização

O próximo passo é diminuir espaço, literalmente. Há alguns anos atrás, nós precisaríamos de mais de 10 objetos diferentes para termos o que hoje possuímos no nosso smartphone: telefone, câmera fotográfica, câmera de vídeo, calculadora, televisão, toca-discos, GPS. Dessa forma, não só diminuímos a quantidade de itens, mas também o gasto com cada um deles, pagando de uma vez, um só objeto.

5) Desmonetização

Nesse estágio, ocorre o empoderamento do indivíduo. Outros serviços, produtos e até intangíveis se tornam desmonetizados por novas tecnologias. Se a Amazon desmonetiza livrarias, Netflix desmonetiza locadoras e até cinemas, o Skype desmonetiza não só companhias telefônicas, mas a própria distância.

6) Democratização

Por fim, o seu produto ou serviço acaba se tornado democratizado. Com algo digitalizado, que não ocupa espaço e resolve situações e complicações que antes levariam tempo e dinheiro, o acesso àquilo fica muito mais fácil. Vivemos num mundo hiper conectado, onde qualquer informação é compartilhada instantaneamente. A sua democratização é um dos fatores que faz do nosso tempo um momento incrível para estar vivenciando.

Portanto, para poder ter uma visão do futuro, é necessário que essa visão seja exponencial. Seus clientes não estão ao seu redor, eles não estão no seu país. Eles estão em todas os cantos e nações do mundo. É por isso que, nos próximos 10 anos, metade das 500 maiores empresas do mundo não existirá mais. Outras 250 entrarão nessa lista, e pode ser a sua.

Por isso pense: quais desses 6 passos eu preciso aplicar na minha empresa? O que já está acontecendo, mas eu apenas não reparei ainda? Comece do primeiro passo, analise todos os setores e descubra como o pensamento exponencial pode alterar a sua visão do mercado e do mundo.

Edmardo Galli

Reconhecido como pioneiro do mercado digital Brasileiro, Edmardo Galli fundou sua primeira empresa digital em 1996 - a agência interativa 10'Minutos, adquirida pela Ogilvy & Mather em 2007. Foi presidente para a América Latina da Umbro.com e presidente Brasil da Todosport Network. No mercado de entretenimento, Galli ganhou reconhecimento nacional através de suas bandas de rock, Hanói-Hanói e Heróis da Resistência, atingindo discos de ouro e platina em vendagens. Atualmente, é responsável pelas operações na América Latina da IgnitionOne e combina sua experiência artística e corporativa no dia-a-dia de sua liderança executiva.

Comentários

PUBLICIDADE