Artigos

7 hábitos de um Product Manager de sucesso

Quando pensamos no cargo de Product Manager, logo imaginamos quais deveriam ser as suas habilidades. Isso mesmo, Product Managers precisam ter habilidades específicas que tornem o seu trabalho consistente e assim gere valor para a empresa (entenda mais a fundo os 4 tipos de Product Managers que você deve conhecer).

Porém, PMs tem hábitos, que são construídos ao longo de uma carreira, que acabam sendo a fundação para o sucesso de um Product Manager no longo prazo.

Para listar melhor estes hábitos, pegamos a palestra da veterana Christine Brown, Diretora de Produto na XO Group. Neste texto, vamos falar dos 7 hábitos de um PM de sucesso, que poderão te ajudar a entender o que se deve fazer no dia a dia para buscar melhorias e êxito neste cargo.

 

Hábitos x Habilidades

O Hábito é uma rotina que, quando repetida diversas vezes, acaba se tornando um comportamento orgânico.

O American Journal of Psychology define um “hábito”, do ponto de vista da psicologia, como “um modo mais ou menos fixo de pensar, querer ou sentir adquirido através da repetição anterior de uma experiência mental”.

O objetivo não é deixar as habilidades de lado, muito menos o desenvolvimento delas, mas sim, entender como criar bons hábitos pode ajudar no crescimento de um PM.

Ter boas habilidades é saber como desenvolver um bom produto, como entregá-lo com excelência e qualidade, como colaborar com o desenvolvimento da equipe e das suas atividades. Saber como fazer boas histórias e especificações; buscar dados e saber como usá-los; saber como manter o ritmo da equipe, negociar e se comunicar. Tudo isso é ótimo e todo PM deve ter, mas ainda não é algo tão forte quanto um hábito.

Ser um Product Manager é como jogar whac-a-mole (aquele jogo de parque de diversões, no qual os bonecos vão aparecendo e você precisa bater com o martelo, para assim ganhar pontos): informações chegam de todos os lugares. O time de suporte traz feedback dos usuários e bugs na plataforma, stakeholders com ideias de novas funcionalidades, novas descobertas, coisas para ajustar etc.

Responder ao ambiente (como no jogo) não é necessariamente ter sucesso ou mesmo resolver problemas e vamos explicar o porquê.

 

Efetividade

Para ter efetividade é necessário saber o que deve ser alcançado como Project Managers. Até porque, não existe uma fórmula mágica para a efetividade. Produtos são interessantes porque têm suas peculiaridades. Sendo assim, atuar como um PM em uma determinada empresa, é diferente de atuar como um PM em outra.

Ser PM, em alguns momentos, até gera uma sobrecarga. Se tirarmos o PM do cenário, as empresas continuarão existindo. Elas continuarão atuando com suas áreas de vendas, marketing, Biz Dev, desenvolvimento, engenheiros, designers, profissionais de UX fazendo entrevistas com os usuários etc. Mas e o PM? Como essa função sobrevive? Entregando valor para o cliente, entregando valor para o negócio.

É por isso que os hábitos são tão importantes. Não importa a empresa e nem quão específico seja o produto, os hábitos estarão presentes, com o profissional, não importa em qual empresa esteja.

Algo que vale ressaltar aqui é a relação com o Product Marketing Manager, que vai ser fundamental para tornar o trabalho do PM mais efetivo.

 

Então, quais são os 7 hábitos do Product Manager?

1º: Ame os seus usuários

Cultive o hábito de amar o usuário e de criar empatia por ele conheça-o de verdade.. Você não ama o seu usuário apenas quando acompanha os resultados de pesquisas, lendo as user stories, vendo algum dado demográfico ou mesmo o observando usando o seu produto. Você ama o seu usuário aproveitando cada oportunidade para entendê-lo e estar mais próximo dele. Para isso você precisa entrevistar seus usuários e acompanhar seus hábitos, de forma que realmente entenda como eles usam seu produto no dia a dia. Você vai se surpreender com as formas inesperadas de uso que você vai encontrar.

Tire um tempo para realmente saber sobre ele e tomar decisões que estejam conectadas com ele todos os dias. Seja criando uma nova funcionalidade, seja resolvendo um bug, desenvolvendo esse hábito, fará você melhor como um PM.

Aqui um ponto que vale destaque. Você vai entender bem seu usuários apenas se fizer product discovery de forma constante.

Digitalks Expo 2020 | Digital Experience - Online e Gratuito O principal evento de negócios da economia digital e tecnologia terá 3 dias com mais de 100 palestrantes, 12 trilhas de conteúdo, salas de networking e de negócios. Inscreva-se AQUI!

2º: Foque no “o que” e “por que” ao invés do “como”

Como Product Manager foque no “o que você” deve resolver e no “porquê” essa solução é tão importante. Acredite em como sua equipe vai resolver o problema. Se você for um PM com um background mais técnico e tem uma ideia de como os desenvolvedores poderiam fazer algo de forma mais eficiente? Converse com o tech lead e desafio-o com perguntas, ao invés de listar as soluções através do “como melhor fazer”. Da mesma forma, se você tem um background de design, use seu conhecimento da área para questionar tecnicamente as soluções criadas e, mais ainda, colabore com seu designer para chegar em soluções ainda melhores para seus usuários e para o negócio.

Colocando a sua energia no “o que” e no “porquê” ao invés do “como” você terá mais efetividade, diferente de apenas responder ao ambiente, como no jogo de whac-a-mole.

Adquira o hábito de se analisar. Reflita sobre o tempo que você leva pensando em como resolver um problema e comece a pensar mais no “o que” e “porquê”. Deixe seus colegas de equipe pensarem no “como”, mas não perca seu senso crítico e lembre-se: o benchmark é importante, sendo um bom ponto de partida para as soluções.

3º: Invista nos relacionamentos

Já sabemos que uma das maiores habilidades de um PM é a comunicação. Estar à vontade para se comunicar com diferente pessoas de diversas maneiras é talvez a habilidade mais importante de um Product Manager.

O hábito aqui que o PM deve adquirir é de tirar um tempo para investir no relacionamento com os seus colegas. Entenda suas perspectivas, como eles são fora do trabalho, o que os deixam felizes e tristes (aqui a empatia conta muito). Este hábito para alguns PMs deve gerar um grande investimento em inteligência emocional e leva um tempo para cultivar verdadeiramente as relações com o seu time e stakeholders, mas é muito importante e poderoso investir neste hábito. Uma sugestão é agendar almoços individuais (ou mesmo reuniões 1:1) com seus colegas de time e stakeholders, para poder entender suas dores, motivações e mesmo mais sobre sua vida pessoal. Isso tudo te ajudará a ter mais empatia com eles e mesmo conseguir negociar melhor com eles quando necessário.

4º: Seja decisivo, mas também seja flexível

O PM tem opiniões bem fortes e objetivas, algo que faz parte da função. Ter opinião contribui no dia-a-dia, nas negociações e para um trabalho bem feito e finalizado.

A questão aqui é ser uma pessoa decidida para dar andamento nas atividades, mas também refletir quando uma opinião precisa ser repensada. Você pode ter errado algum dado ou não ter dado muita atenção a alguma informação que um colega conseguiu interpretar, por isso, esteja sempre disposto a perguntar e, muitas vezes, a mudar de ideia.

Não há nada de errado em dizer: “há duas semanas, eu pensava diferente sobre isso e tomei uma série de decisões. Mas agora eu tenho mais informações e acho que poderíamos mudar isso.” O importante é fazer a coisa certa e resolver os problemas efetivamente. Deixe o seu ego de lado e foque em resolver a dor do cliente e do negócio.

5º: Seja curioso de verdade

Seja curioso sobre o mercado / indústria, aprenda mais sobre os seus stakeholders, sobre o que o time de vendas faz durante o dia. Quando eles falam com os clientes, quais objeções eles encontram? O que o time de suporte ao cliente enfrenta durante o dia? Como os engenheiros desenvolvem determinada solução e por que chegaram até ela? Quais ferramentas usam e quais poderiam aumentar a performance do time?

Tire um tempo para desenvolver a sua curiosidade, perguntar os motivos e entender quais são as perspectivas, quais são as novidades. Como PMs, às vezes sentimos que precisamos saber de tudo! Não se preocupe com isso, mas seja curioso. Pergunte mais, pesquise mais. Saiba o que está acontecendo ao seu redor.

6º: Saiba dizer “não”

Muito do trabalho do PM é entender o cliente, entender o negócio, tomar decisões todos os dias e uma delas pode ser dizer “não”.

Claro que que o “não” deve ser dito de uma maneira cuidadosa (relembrando o hábito de criar boas relações). Também é muito importante justificar de maneira razoável o motivo do “não”. E como isso é feito ? Se apoiando em fatos – dados qualitativos (pesquisa com usuários, entrevistas) e quantitativos (surveys, dados de analytics) e explicando o seu racional. As pessoas podem até não concordar com o seu “não”, mas ao menos elas tem que entender o seu ponto e ele tem que fazer sentido.

Sabemos que para o PM é essencial deixar o cliente satisfeito e manter um ambiente de trabalho saudável e (por que não?) alegre! Dizer “não” nem sempre é fácil para o PM. Sabemos que não conseguimos deixar todo mundo feliz.

7º: Não se frustre!

Ser um Product Manager é realmente muito difícil. Manter a positividade e não se frustrar quando alguma coisa dá errado não é uma tarefa fácil.

Depender de outros times, de informações que você não consegue com facilidade, lidar com os nossos erros, tudo isso é frustrante. Nós erramos muito e isso é normal. Parte do trabalho de gestão de produto é testar coisas e entregá-las para o mercado. Tudo isso está suscetível a problemas e às dúvidas. Não se deixe abater. Aprenda com os erros e use este aprendizado para seguir em frente.

Fundamentalmente o trabalho de um PM é adicionar valor ao produto que está sendo entregue. E o bom desenvolvimento disso depende de suas habilidades e de bons hábitos.

Agora que você sabe quais são os 7 hábitos de um PM de sucesso, que tal investir no desenvolvimento de suas habilidades com o curso referência em produto no país?

Baixe a ementa completa do curso.

 

Gabriel Dias

é jornalista formado no Centro Universitário de Brasília – UniCEUB. Analista de Conteúdo no grupo Digitalks, Gabriel também tem experiência nas áreas de jornalismo político. Trabalhou em agências de comunicação e na Câmara dos Deputados. Gosta de produzir conteúdos digitais e foca no Marketing Digital.

Comentários

PUBLICIDADE