Artigos

20 dicas para Otimizar suas Landing Pages

Abaixo, listo 20 dicas para otimizar nossa página de entrada e aumentar a nossa taxa de conversão no e-commerce.

1 – Espaçamento e Clareza – É importante ter um bom espaçamento entre os elementos da página. Uma página confusa cria insegurança no usuário. Um design clean também ajuda a manter o usuário focado no seu objetivo. Vejam como exemplo, a landing page da Zappos.com, uma das minhas grandes referências de e-commerce.

2 – Botão Comprar – Este é o seu objetivo. Ele deve ter um lugar de destaque na sua página e ser um elemento com contraste forte e que chame a atenção do usuário. Inclua indicações visuais que apontem para seu Call to Action e direcione a navegação do usuário até o seu CTA – Mais uma vez parece simples, porém é bastante comum trabalharmos em páginas de e-commerce em que o botão fica escondido ou em muitos casos nem existe.

3 – Opinião dos Usuários – Testemunhos dão mais confiabilidade ao site. Procure usar testemunhos reais, com imagens dos clientes e links para redes sociais, se possível. A opinião de outros usuários tem se tornado cada vez mais o principal diferencial para uma tomada de decisão, portanto não podemos vacilar e deixar nossos concorrentes ganharem espaço com uma simples alteração na página.

4 – Informações sobre o Produto – Uma página clean não significa uma página sem detalhes. Quanto mais informação melhor, basta colocar as informações de forma simplificada e que não prejudique a navegação do usuário. Essa informação não precisa estar acima do fold. Ela geralmente será procurada por usuários já interessados e dispostos a rolar a página para baixo. Neste caso, inclua mais um Call to Action (botão comprar) ao final da página para que o usuário não tenha que rolar a página novamente para converter.

5 – Foto ou Vídeo – Inclua sempre uma imagem do seu produto ou uma imagem que ilustre o seu serviço. Ela deve ter uma aparência profissional. Alguns testes mostraram que vídeos aumentam a taxa de conversão de uma Landing Page, podendo chegar a até 80% de diferença entre um site com vídeo e outro sem vídeo. Este vídeo pode ser uma demonstração do seu produto, uma matéria em que o seu produto foi mencionado, etc. Varia conforme o produto / segmento do seu e-commerce.

6 – Informações de Pagamento – O usuário não precisa fazer todo o processo de compra do seu produto para descobrir que você não aceita a forma de pagamento que ele gostaria de utilizar. Inclua informações de pagamento claras na sua Landing Page e claro, procure trabalhar com todas as formas de pagamento possíveis, evitando perder usuários por um detalhe tão simples!

7 – Sua Marca – A marca de sua empresa não deve aparecer mais do que o Call to Action de seu site – ou você quer que ele fique clicando em seu logotipo ao invés do botão comprar?

8 – Comunicação – A mensagem de seu site precisa estar coerente com a mensagem de sua campanha e apontar os benefícios de seu produto. Ex. Frete Grátis, Parcelamento em 12x sem juros, promoções exclusivas, etc. A mensagem varia conforme o objetivo de seu site / produto. O importante é que ela seja clara e objetiva para os diferentes públicos que entrarem em seu site.

9 – Múltiplos Call to Action – Incluir botões com destaque na página e em todo o momento em que o usuário estiver interagindo. Ex. Se sua página tem um vídeo, coloque um botão comprar com bastante destaque ao lado do vídeo, no campo de visão do seu usuário.

10 – Evite fuga do usuário – Em uma Landing Page, não podemos ter banners ou links que chamem a atenção do usuário e faça com que ele saia de sua página para visitar outro site / produto. Você levou o usuário para aquela página e ele precisa converter o objetivo daquela página.

11 – Técnicas de SEO – Desenvolver a Landing Page com boas práticas de SEO irá melhorar o posicionamento de sua página em sites de busca e, para Landing Pages utilizadas em campanhas de Links Patrocinados, é imprescindível um bom desenvolvimento para aumentar o quality score e, com isso, reduzir seu cpc (cost per click), melhorar seu posicionamento no buscador e aumentar o ROI (return of investiment) de sua campanha.

12 – Compatibilidade – Já sabemos que mobile não é mais promessa, certo? E também que não vivemos apenas de Internet Explorer, já que hoje temos browsers como Chrome, Firefox e outros que possuem um bom market share.  Além disso, temos acessos vindos de Tv, seja por video games ou por SmartTv. Com isso, é imprescindível termos uma landing page amigável para todos os dispositivos e browsers, facilitando a sua navegação com ajustes de tamanho, quantidade de elementos, personalização de conteúdo, etc.

13 – Evite o uso de Pop-Ups, Pop-Unders, etc – Nós não podemos dificultar a vida de nosso usuário. Hoje, temos diversos browsers com bloqueador de pop-up e pop-under – o que pode prejudicar a taxa de conversão de sua página, deixando de informar uma mensagem importante para seu usuário.

14 – Desenvolva páginas leves – A internet está cada vez mais disponível para todos os Brasileiros – e, com isso, temos usuários que acessam a rede com diferentes tipos de conexão. Sabendo disso, vamos desenvolver páginas simples e leve, que seja possível carregar com velocidade nos diferentes tipos de browsers, dispositivos, computadores e tipos de conexão. Acredito que todos já ficaram alguns bons minutos esperando um site carregar pelo celular, através de uma conexão 3G, certo?

15 – Faça Testes – No digital, não existe o certo, mas sim os testes. Não existe uma cor ideal para o botão “comprar” e nem uma regra que o call to action deste botão deve se chamar comprar. Com os testes A/B e Multivariados, temos a possibilidade de testar diferentes elementos de nossa landing page para avaliar qual versão converte mais, qual versão entregará uma maior taxa de conversão em nosso site.

16 – Pense em Acessibilidade – Desenvolva o seu site com as recomendações da W3C, que permitirão que pessoas portadoras de deficiência consigam navegar por seu site.

17 – Faça uma Análise de Eye-Tracking – Estudos de Eye-Tracking nos mostram o que o usuário visualizou em nossa Landing Page em até 15 segundos. Diversos estudos apontam que temos 15 segundos para prender a atenção do usuário em nosso site, entregando o conteúdo buscado, para que ele continue sua navegação em nosso site, deixando de entrar para a estatística do Bounce Rate (Taxa de Rejeição) que nos mostra a quantidade de usuários que entram em nosso site e saem sem realizar nenhuma ação. Temos algumas ferramentas que nos permite fazer uma simulação de estudo de Eye-Tracking de uma forma rápida, barata e com apenas uma imagem de nossa página. Bacana, não?

18 – Regionalize suas Páginas – Será que o hábito e o interesse do usuário do Norte é o mesmo do usuário do Sul? Vivemos em um país muito grande, com diferentes idiomas, hábitos, costumes, climas, sazonalidades e necessidades. Sabendo disso, entregamos conteúdo personalizado em nosso site para cada região do nosso país? Imaginem o potencial de otimização que temos nesta frente!

19 – Personalize suas Páginas – Para que serve um Like em minha Fan Page do Facebook? Poderia ser para analisar os gostos dos nossos usuários e entregar um conteúdo personalizado para ele? Além do facebook, podemos personalizar nossas páginas através de diversos outros fatores, não? Browser, Tipo de Conexão, Dispositivo, Histórico de Compras, Dados Demográficos, Hábito de Consumo, etc. Temos muitos dados disponíveis para fazermos estas personalizações e entregarmos uma página segmentada, focada nos gostos de nosso usuário.

20 – Inclua Inteligência em seu dia a dia – Parece uma recomendação um pouco antiga né? Mas, quantos de vocês que estão lendo este artigo possui uma equipe de inteligência ou um parceiro com foco em inteligência na sua empresa? Qual o real uso que você faz das métricas das suas ferramentas de analytics, como o Google Analytics por exemplo e demais ferramentas disponíveis no mercado? No digital, podemos mensurar todas as interações feitas em nosso site e analisar o que cada um do nosso total de visitas fizeram em nosso site. Por que não compraram? Por onde entraram? De onde entraram? Aonde pararam? Etc … Costumo dizer que pilotar um e-commerce sem métricas e a mesma coisa que dirigir um carro em alta velocidade com os olhos vendados. Pode ser perigoso, não?

Colocando tudo isso em prática, será que manteremos uma taxa de conversão média de 1,65% no Brasil? Mãos a obra e Bom Trabalho!

Avatar

é Sócio-Fundador e Diretor Executivo da Vitrio. Formado em Administração de Empresas e Especializado em Marketing pela ESPM, possui mais de 13 anos de experiência em Métricas, Analytics e Mídia de Performance, com foco em e-Commerce.

Comentários

PUBLICIDADE