Menu

Notícias

Direto de Taiwan: como construir um ecossistema próprio do seu consumidor em 4 passos

Ching-Hung Li, do E-Commerce Taiwan, explicou como um ecossistema próprio do consumidor é a solução para os atuais desafios dos marqueteiros

 

Por Gabriela Manzini*

 

Ching-Hung Li, do E-Commerce Taiwan, fala sobre marketing digital e inovação no comércio online

Nesta terça-feira, 21 de fevereiro, estivemos no Congresso de Vendas do E-commerce Brasil acompanhando o que está rolando de mais interessante na área, neste início de 2017.

Um dos conteúdos que mais chamou nossa atenção foi o keynote que abriu o evento “E-Commerce Innovation and digital marketing strategy experiences from Taiwan Market”. De forma prática e apresentando três casos de estudo, Ching-Hung Li, gerente de E-Commerce e Marketing Digital da E-Commerce Taiwan, explicou como o Facebook tem ganhado força dentro do Social Media Marketing, abordando o chamado FBO (Facebook Optimization) que vem em contraponto ao SEO (Search Engine Optimization), revelando a importância de se segmentar e praticar SEO dentro do Facebook em suas estratégias de marketing.

Li também comentou que a solução para os atuais desafios dos marqueteiros e gestores de marca é “criar um ecossistema próprio para o consumidor”. Dentro disso, o executivo ensinou quatro passos para alavancar as vendas da marca, trazendo diversos insights que podem ser adaptados a diferentes negócios online.

Confira abaixo como fazer isso!

 

Desafios atuais criados pela tecnologia

“Você provavelmente tem quatro telas ou mais: um smartphone, dois notebook – talvez um usado na sua empresa e outro seu pessoal –, TV e um tablet” – Ching-Hung Li, E-Commerce Brasil.

O executivo entende que os desafios de aumentar as telas e evoluir junto da tecnologia são:

  • Comparação de preços: os clientes conseguem comparar fácil e rapidamente os valores entre concorrentes;
  • Fragmentação do tempo: as coisas não têm necessariamente uma cronologia e o cliente determina o que ver on demand;
  • Ausência de lealdade do cliente: poder comparar preços e sem ser na hora que a marca deseja, ajudaram o cliente a não se tornar leal aos rótulos
  • Jornada do usuário: difícil de ser definida, você sabe de onde vêm seus clientes, como eles agem e quem são eles?

 

Mas qual é a solução?

“A solução é muito fácil, porque você tem que fazer várias coisas para que ela se mostre. A solução é construir um ecossistema próprio para o seu consumidor.” – Ching-Hung Li, E-Commerce Taiwan

 

PASSO 1 – Defina seu cliente

PASSO 2Front End Marketing: para mostrar que seu produto é bom

PASSO 3Back End: para reter

PASSO 4Multi Business Model: para engajamento

 

 

  • A primeira coisa que você precisa fazer é definir suas personas.
  • Você precisará aplicar uma série de técnicas de marketing no início, aliada a técnicas de back end para reter clientes.
  • Tudo isso criará dados e, “quando você tem data, você tem tudo”.
  • Para aumentar seu data, você cria mais de um tipo de modelo de negócio. Depois disso, você pode fazer remarketing e usar omnichannels pushs para otimizar toda a estratégia.

“A ideia do ecossistema de consumidor é tentar manter os consumidores na sua cesta o máximo possível.” – Ching-Hung Li, E-Commerce Taiwan

 

Como fazer e Cases práticos

 

PASSO 2 – Front End Marketing

Você atinge os clientes em qualquer lugar, a qualquer momento. Aí, ele recebe suas mensagens e, se tiver mais produtos, pode fazer marketing off-line. Mas é importante pensar na alocação de budget quando for fazer isso.

Mas o que é importante para se decidir sobre alocação de budget? Cada um dos casos de estudo abaixo podem te ajudar a pensar como alocar seu orçamento.

 

Happy Shopping

Mudar o orçamento de marketing com direção de demanda usando Paid Search, SERPO e SEO.

 

 

Resultado: 670% de ROI.

 

Reebonz

Usar o budget de marketing para reputação da marca (branding de reputação), com free shiping e outros recursos.

Resultado: crescimento de 300% com uso de apenas 30% do budget.

 

Uniqlo

Marketing off-line era caro para a marca, com anúncios na mídia e outras práticas de marketing. Assim, para “salvar orçamento” e direcionar consumidores para comprar, optaram por direcionar o budget para um funil de mídia.

Resultados: crescimento de 900% a partir de anúncios online para compras offline; 400% de crescimento no ROI do site e economizando 50% do orçamento de marketing.

 

PASSO 3 – Back End

Hacking Point: segmentar e taguear o comportamento do usuário.

 

Happy Shopping

Online credit point marketing automation

 

Reebonz

Segmentação de consumidor no nível ABC + táticas de comunicação para consumidores fora desse nível.

 

Uniqlo

Continue trackeando o status de compra dos clientes. Ex.: compra de roupa de bebê.

 

PASSO 4 – Multi Business Model

“Construa diferentes modelos de negócio, levando em conta as demandas do seu cliente.” – Ching-Hung Li, E-Commerce Taiwan

 

 

Happy Shopping

Estratégia: uso de diferentes meios de pagamento.

Resultado: só isso, trouxe mais de 10 mil trading orders por mês desde o lançamento de mais de duas formas de pagamento.

 

Reebonz

Estratégia: serviços online em 360 graus, vendendo em modelos diferenciados de B2C e C2C. Isso ajudou a “desovar” o que clientes não queriam mais usar.

Resultado: taxa de retenção de 30 dias foi de 7% para 15%.

 

Uniqlo

Estratégia: processo de entrega e retorno conveniente. Tinham uma loja de “pick up” em que os clientes podiam pegar no momento que queriam, sem esperar para pegar em casa.

Resultado: satisfação do cliente.

 

*Gabriela Manzini é jornalista, trabalha com comunicação há nove anos e é especialista em Comunicação Corporativa. Atua hoje com comunicação estratégica, marketing digital e marketing de conteúdo. Em suas passagens por agências de comunicação e marketing, atendeu clientes como Microsoft, Philco, Wacom Brasil, Toshiba Brasil, Citibank, Credicard Hall, Omron, Internacional Shopping Guarulhos, e os cantores Fábio Jr. e Paula Lima. Na área corporativa, trabalhou no departamento de marketing da Shoestock e é a atual gerente de Conteúdo do Digitalks.

 

Comentários

PUBLICIDADE