Notícias

Como o big data pode ajudar sua empresa a conquistar resultados positivos

Sua empresa pode se beneficiar ao aderir ao big data, mas é preciso se preparar para ter resultados verdadeiramente eficientes

Anteriormente apontado pelos especialistas como “the next big thing”, o big data já é uma das principais formas de uma empresa gerar valor real por meio da tecnologia. Saber aproveitá-lo com sabedoria pode ser um fator de sucesso para o seu negócio.

O big data nada mais é do que uma grande quantidade de informação proveniente de fontes diversas, principalmente online. Além do volume de dados, essa tecnologia também é veloz e pode fornecer diferentes tipos de informações.

Ao cruzar os dados e traduzir as informações, é possível aplicá-los nas estratégias da empresa e gerar insights que melhorem o desempenho do seu negócio, seja ele qual for. Inclusive, já existem empresas 100% orientadas por dados.

Na prática, o processamento de dados deve ter ao menos um objetivo que gere valor para a empresa. Entre os usos mais frequentes para apoiar a eficácia empresarial, o big data serve para realizar previsões de mercado e prognóstico, aprimorar as operações, fazer a gestão de talentos e identificar problemas.

 

Dicas para usar big data

A aplicação de técnicas de big data é específica para cada cenário, considerando o tipo de empresa, as informações que você precisa e como pretende aproveitá-las. Descubra como se iniciar nessa novidade.

 

Reflita se você realmente precisa

Assim como qualquer mudança, você precisa pensar se a sua empresa realmente precisa aderir a essa novidade. O big data não é um modismo, é uma ferramenta estratégica que precisa sem implementada com um objetivo para fazer a diferença.

Vale lembrar que o big data é um investimento de tempo, dinheiro e até mesmo de mudança na cultura empresarial já estabelecida. Só se aventure depois de uma boa reflexão e após fazer um planejamento completo para isso.

 

Estimule a mudança de mentalidade

Especialmente nas empresas tradicionais, a implementação do big data pode acarretar em resistência e objeções dos funcionários. Se papel é deixar claro a importância de tomar decisões baseadas em informações e métricas 100% confiáveis.

Líderes e gestores devem liderar a mudança, usando os dados em suas análises e processos de tomada de decisão e reconhecendo os funcionários que incorporam o big data em suas tarefas cotidianas.

 

Monte uma equipe

Para extrair o máximo de informações relevantes, é melhor contar com uma equipe especializada. Quanto mais detalhes e análises você precisar, mais importante esse time será para atingir o objetivo.

Considere a contratação de um cientista de dados. Esse novo profissional é capaz de adquirir os dados e então limpar, selecionar, organizar e prepará-los para que suas habilidades matemáticas, estatísticas e tecnológicas gerem os insights e a inteligência de negócio que você necessita.

 

Procure a solução adequada

Cada vez mais são criadas ferramentas que capturam, processam e entregam informações a partir de recursos de análises avançados e aprofundados. Amazona, Google, Windows e Facebook são alguns exemplos de players com os quais você pode começar.

A democratização dos dados permite que você mesmo ou um usuário comum desempenhe essa função. No entanto, ter conhecimentos básicos sobre TI pode auxiliar a otimizar algumas tarefas.

 

Use a nuvem a seu favor

Trabalhar na nuvem traz uma série de benefícios: os dados podem ser acessados de qualquer local, sua implementação é mais barata e a segurança é muito mais confiável. Porém, o ideal é contar também com uma solução de armazenamento local.

Procure por uma solução que permita que a sua empresa aproveite por completo as funcionalidades da plataforma de big data. Atualmente, muitas organizações preferem uma configuração híbrida de nuvem e armazenamento local para atender às necessidades.

 

Realize a manutenção

Por se tratar de um processo que envolve tecnologia, a atualização é essencial, não só para as ferramentas escolhidas, mas também para os funcionários que atuam diretamente com o big data e aqueles que são impactados pelas informações coletadas.

Dessa forma, você poderá garantir a qualidade do conteúdo, da segurança, das decisões estratégicas, da operação e da satisfação do cliente, o que, consequentemente, fará a diferença para o seu negócio prosperar.

 

Apresentando os dados

Para fazer com que a informação gerada seja facilmente compreendida, é essencial pensar em uma forma de apresentá-la. Na maioria das vezes os recursos visuais são os mais utilizados.

O desafio, no entanto, é entender como usar tabelas e gráficos com diferentes estruturas, formatos, tamanhos, cores e fontes para exibir o volume de informações que você precisa apresentar. Para isso, conte com ferramentas como Microsoft Power BI, Tableau e bibliotecas Java Script.

 

Não deixe de realizar uma auditoria

A auditoria de contas tradicionalmente não é realizada em processos tecnológicos, porém, ela pode e deve fazer parte do big data. Ela deve ser entendida como um processo pontual, capaz de solucionar um problema específico ou apoiar uma determinada fase de um projeto.

Além disso, a auditoria está relacionada à segurança regulatória das empresas, uma exigência para diversos negócios e para diversas áreas de atuação de uma mesma empresa. Assim, será possível controlar e aprimorar de forma contínua as áreas envolvidas com o processamento de informações.

 

Sugestões de leitura sobre Big Data: 

>> Como usar o big data para rentabilizar suas ações de marketing digital

>> Geolocalização e big data: juntos, para criar uma nova abordagem ao consumidor

>> Big Data Analytics: criando valor para os clientes

Comentários

PUBLICIDADE

RECEBA NOVIDADES

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Oferecimento:

Projeto mantido por:

Media Partners:

Projeto hospedado por: