Notícias

Investimento em mídia digital em 2016 subirá 12%, diz IAB BR

O IAB Brasil (Interactive Advertising Bureau), associação que reúne mais de 230 empresas dos diferentes segmentos do mercado digital, anunciou ontem à tarde que o investimento em mídia digital no Brasil deve crescer 12% em 2016, totalizando R$ 10,4 bilhões.

Já em 2015, o investimento real em publicidade online somou R$ 9,3 bilhões. A projeção da entidade para o ano passado era de alta de 14% em relação a 2014 (R$ 8,3 bilhões), para R$ 9,5 bilhões. Os números são fruto da pesquisa Digital AdSpending, liderada pelo IAB Brasil e realizada pelo comScore.

Os valores consolidados de investimentos por áreas do digital em 2015 também foram divulgadas. O segmento de Search e Classificados foi o responsável pelo maior volume de verbas publicitárias, com R$ 5,169 bilhões investidos, seguido por Display e Social Media (R$ 3,148 bilhões) e Vídeos (R$ 1,038 bilhão).

Não há previsões oficiais de alta ou baixa por áreas do digital nem por segmentos de investimentos para 2016 por conta da metodologia da pesquisa, segundo Andre Izay, presidente do IAB Brasil. No entanto, o executivo afirmou que vídeos, mobile e mídia programática devem ser algumas das apostas do mercado ao longo do ano. “Os investimentos [previstos para 2016] são em todos os tipos de plataformas e deverá haver crescimento nos três níveis. Mas, olhando pela experiência, esperamos um crescimento grande em mobile, em vídeos e mídia programática também. Mas isso sabemos pela experiência de conviver no dia a dia com anunciantes, agências e veículos, e temos essas pessoas como membros do IAB também”, afirmou Andre para a imprensa.

Para 2017, o IAB deverá ter projeções por quebras de segmentos. “A instituição está avaliando como fazer isso dentro da metodologia, de que forma incorporar essas visões para permitir essa consistência de dados para dividir por segmentos.

 

Sobre a pesquisa

A pesquisa Digital AdSpending 2016 seguiu a mesma metodologia de 2015 e foi feita em três fases. A primeira validação é feita com as projeções do board do IAB, que também são profissionais do mercado publicitário e digital no Brasil. Em seguida, um questionário e simulação de plano de mídia é feito com profissionais externos, tanto com buyers, quanto sellers (parametrização). Em um terceiro momento, esses números são analisados por grandes players e outras entidades, e comparado a dados externos.

Apesar de não poderem divulgar o volume de participantes no levantamento, a instituição informou que 100 dos maiores de grupos de mídia no país tem acesso a essa ferramenta de pesquisa e simulação, e também os associados do IAB Brasil. Boa parte dos players respondentes se aproxima da penetração de internet no Brasil em diversos mercados.

 

Novidades para 2016

Durante a apresentação, Cris Camargo, diretora executiva da associação, ainda destacou as novidades para 2016 como, por exemplo, a criação dos comitês de “Tendências e Inovação” e “Combate à Fraude”. “Nosso principal statement para este ano é o da Transparência, elemento essencial para mostrar a maturidade e seriedade do segmento digital no Brasil”, afirma. Outros temas estratégicos para o IAB Brasil serão: adblock, privacidade de dados, mídia programática, viewability, vídeo e mobile. “Esses assuntos prioritários refletem o alinhamento global com os demais IABs pelo mundo. Com isso, também temos a oportunidade de aprender e evoluir com as experiências de mercados mais maduros”.

O IAB está presente em 43 países e, no Brasil, conta com mais de 230 empresas associadas, entre agências, produtoras, empresas de tecnologia, veículos e anunciantes. O principal objetivo é contribuir para o desenvolvimento do mercado digital no Brasil incentivando à criação de boas práticas em planejamento, criação, compra, venda, veiculação e mensuração de ações publicitárias.

 

>> Confira a pesquisa Digital AdSpending 2016 na íntegra AQUI.

 

Comentários

PUBLICIDADE

RECEBA NOVIDADES

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Oferecimento:

Projeto mantido por:

Media Partners:

Projeto hospedado por: