Notícias

Spoiler Expo Digitalks: O futuro do trabalho e como se preparar para a nova economia digital

Doutor em Comunicação e consultor em grandes empresas, Dado Schneider, traz alguns insights sobre o futuro do trabalho, tema que será debatido mais a fundo no Expo Digitalks 2019

 

Este ano, o Digitalks faz 10 anos. E para comemorar a década com muito conteúdo relevante sobre o mercado de Marketing e Digital estamos preparando um super Expo Digitalks para todos envolvidos na comunidade digital brasileira.

O evento acontece só em agosto, mas, enquanto isso, decidimos dar a vocês, leitores, pequenos spoilers do que vem por aí, fazendo entrevistas com alguns dos palestrantes que estarão presentes no evento. 

Dica: Essa é a oportunidade para você refletir sobre o assunto e já pensar em perguntas para fazer ao palestrante no dia da apresentação. 😉

Nesta primeira entrevista, conversamos sobre a nova economia digital e o futuro do trabalho com o Professor e Doutor Dado Schneider que possui Doutorado em Comunicação e também é consultor em grandes empresas.

Digitalks: A transformação digital aliada ao comportamento do consumidor e à tecnologia trouxeram mudanças para a economia. Quais são as características dessa nova economia digital?

Dado: Tentarei ser original na resposta, pois já vi tantas definições sobre a nova economia digital que parece que tudo já foi dito. Mas há algo que falo em minhas palestras – e que é fruto de minhas pesquisas há anos – que pode ser adicionado a este debate: nós saímos de uma sociedade VERTICAL – que vigorou até o século XX – e mergulhamos no século XXI em uma nova ordem social HORIZONTAL em rede. Isso propiciou a popularização da internet e sua consequente explosão de informação. Com isso, saímos de uma época de MONÓLOGO, onde só quem vendia é quem falava, para uma época de DIÁLOGO – e muitos não estavam preparados para essa mudança.

 

Digitalks: A transformação nos modelos de negócios e no mercado de trabalho é inevitável, visto que, as empresas precisam adequar suas estruturas organizacionais para atender ainda melhor os seus clientes que estão cada vez mais exigentes. Quais as principais mudanças que você destaca no atual mercado de trabalho se comparado ao cenário de 10 anos atrás?

Dado: Vou voltar ao que falei na pergunta 1: as estruturas tiveram (ou algumas ainda têm…) que se horizontalizar por uma questão de mercado. No passado, com pouca concorrência em qualquer segmento, não era necessária uma grande base de contato com o mercado (clientes), ou seja, bastava ter pouca gente na ponta do processo. Com a explosão de concorrência em todos os segmentos, houve uma maior necessidade de que se ampliasse a base de contato com os clientes – e todos na estrutura tiveram que passar a ter contato com o mercado. Ou seja, as organizações precisaram se horizontalizar. E quem não aprendeu a viver e trabalhar neste novo cenário está em apuros hoje. E isso não é mais uma questão de idade: passou a ser uma questão de mentalidade.

 

Digitalks: Pode dar algumas dicas para as organizações que ainda buscam uma reestruturação e adequação à nova economia?  

Dado:

  1. Democratizar a informação internamente, pois só a constante troca de informação permite que se tomem decisões mais rapidamente e com mais precisão.
  2. Transformar o ambiente de trabalho para uma genuína atmosfera de descontração aliada à produtividade. Somente isso reterá os talentos do futuro.
  3. Exercitar continuamente a sua capacidade de se reinventar, antes que se tornem obsoletas, revisando estratégias, derrubando hierarquia e se abrindo para as novas ideias.

 

Digitalks: E para os profissionais que não querem ficar obsoletos e perderem seus lugares no mercado de trabalho, que conselhos você daria para que consigam se transformar? Quais são os pontos principais que eles devem levar em consideração na hora de dar um novo rumo às suas carreiras?  

Dado:

1.Devem cuidar para que a dispersão não acabe com a sua capacidade de realização. Hoje, as tarefas se sobrepõem cada vez mais e quem souber focar em realizar o trabalho até o fim se destacará.

2.Devem exercitar a capacidade de suportar cada vez mais pressão. Sendo mais resilientes, podem ser capazes de trabalhar focados, sem desabar emocionalmente ou abandonar as tarefas.

3.Devem estar abertos a mudanças constantes com espírito de aprendiz permanente.

 

Essa foi um pouco da conversa que tivemos com o Prof. Dr. Dado Schneider, um dos destaques do Expo Digitalks 2019. No evento, Schneider vai trazer mais nuances e reflexões sobre o tema, além de compartilhar dados interessantes que vão te fazer ter uma visão completa sobre o assunto.

Bora comemorar essa década de aniversário com a gente?!

Para saber mais informações e fazer sua inscrição para o Expo Digitalks 2019, acesse este link. 

 

Essa entrevista foi feita exclusiva para a Revista Digitalks, publicação que os assinantes estão recebendo essa semana e que, logo mais, estará disponível na integra em nosso site. 😉 

Comentários

PUBLICIDADE