Menu

Notícias

Mídia programática entra na mira de cibercriminosos

O mundo digital trouxe novas oportunidades para os negócios nos mais variados setores. Infelizmente, o risco cibernético veio junto e ninguém parece estar livre dos criminosos virtuais. A mais recente vítima dos ciberatacantes é a área de Publicidade que, desde 2013, investe em uma técnica chamada de mídia programática, que utiliza a tecnologia de dados para operar campanhas de comunicação a fim de atingir o consumidor certo, na hora correta e com a mensagem exata.

As informações são do Decision Report.

Segundo um estudo realizado pela Equinix, em parceria com a ExchangeWire, os setores de publicidade e marketing digital enfrentam constantemente problemas relacionados ao comportamento fraudulento, tanto na compra quanto na venda no trade de publicidade programática online.

De acordo com o levantamento, esses profissionais têm percebido que prevenir essas fraudes no início do processo reduz as chances de atitudes dolosas nas etapas seguintes. Além disso, mostra a busca por maneiras de manter a integridade de suas redes de fornecimento digital.

A pesquisa, feita com 129 profissionais de marketing e publicidade de todo o mundo, indicou que 60% dos entrevistados afirmam ser muito importante detectar a fraude antes mesmo de as impressões serem enviadas à negociação. Além disso, um terço dos entrevistados afirma estar disposto a transferir as aplicações para um novo data center visando uma redução entre 11% a 30% no tempo de latência em um esforço para diminuir as atividades fraudulentas.

Uma estratégia prévia de interconexão e a implementação de uma Arquitetura Orientada à Interconexão (ou IOA) via data centers neutros podem acelerar a licitação e o trading eletrônico de anúncios por meio de uma infraestrutura otimizada. “Vivenciamos uma demanda crescente em relação aos tempos de latência reduzida para combater a crescente sofisticação dos criminosos cibernéticos”, afirma Lou Najdzin, diretor da Global Market Development.

Entre os entrevistados, 83% na América Latina e 80% na EMEA (Europa, Oriente Média e África) acreditam que a detecção de fraude antes que as impressões de anúncios sejam enviadas à negociação é essencial ou muito importante. Esses resultados foram ligeiramente menores nos EUA (61%) e APAC (Ásia – Pacífico) (74%).

A eficiência foi citada como a principal vantagem relacionada à utilização de um data center neutro com ecossistemas seguros pelos profissionais de marketing na EMEA (73%), APAC (69%) e EUA (62%). Na América Latina, os níveis reduzidos de fraude (58%) foram citados como o principal benefício, enquanto na região APAC (44%) e nos EUA (47%), este foi o segundo lugar.

Os profissionais de publicidade têm opiniões divergentes em relação ao principal ganho com a migração para o data center neutro: 73% na EMEA, 69% na APAC e 62% nos EUA apontam a eficiência como a principal vantagem. Por outro lado, os profissionais de marketing na América Latina destacam os níveis de fraude reduzidos (48%).

 

*As informações são do Decision Report.

Comentários

PUBLICIDADE