Notícias

E-book traz conceitos e revela as melhores práticas do Brand Safety e Mobile

O livro, que é um guia didático sobre brand safety e viewability no ambiente mobile, ainda traz estudos de caso

 

Até o final de 2017, de acordo com estimativas da ANA (Association of National Advertisers), os anunciantes devem perder aproximadamente US$ 6.5 bilhões por conta de bot frauds Essa é apenas uma das razões que elevou o tema brand safety a uma das pautas mais urgentes para os gerentes de marca e CMOs e tornou a discussão sobre viewability vital para garantir mais transparência no processo de auditoria de mídia.  Com o intuito de fomentar esse debate, a Adsmovil, empresa especializada em oferecer soluções de tecnologia, dados e publicidade em dispositivos móveis, lança o e-book Brand Safety & Mobile, em parceria com a MMA Latam.

O material gratuito é um guia completo e didático sobre as particularidades da métrica viewability no ambiente mobile, apresentando de que forma essa medição pode garantir melhor retorno, com segurança, na mídia digital.  O e-book Brand Safety & Mobile apresenta os principais conceitos de viewability e verificação, além de melhores práticas, particularidades dessas métricas no ambiente mobile, estudo de casos e glossário.

O livro ainda conta com depoimentos de executivos do ecossistema digital como: Maria Fernanda Paba, responsável de mídia da categoria alimentos da Unilever; Pedro Travesedo, VP da Syzmek para América Latina; Leo Scullin, VP de Industry Programs da MMA; Carlos Pitchu, CEO da Salve Tribal Worldwide; e Alberto Pardo, CEO e fundador da Adsmovil; entre outros especialistas considerados referências do mercado.

Na opinião de Pardo, apesar de muitas marcas e agências encararem com extrema seriedade os temas de brand safety e viewability, ainda há o desafio de garantir que todo o ecossistema entenda a importância dessas questões. “A Adsmovil foi a primeira companhia, na região, a levar a sério o Brand Safety e viewability. Decidimos implementar um plano para combater esses problemas 18 meses atrás. Firmamos parcerias com a Moat e a Sizmek como principais plataformas tecnológicas. O objetivo já era claro: ajudar nossos anunciantes a atuar em ambientes seguros”, completa.

De acordo com Maria Fernanda Paba, responsável de mídia da categoria de alimentos da Unilever no Brasil, viewability é um dos tópicos mais relevantes do marketing digital, tanto globalmente como nos diferentes mercados em que a companhia atua. “Há alguns anos, entendemos que cuidar do viewability é cuidar de nossos investimentos e pagar pelo que os consumidores de fato veem, de forma clara e transparente.

Para Maria Fernanda, os maiores desafios na região LATAM são a dificuldade com transparência e abertura de dados, o monitoramento destas métricas em mobile e operar com parceiros certificados para fazer as mensurações necessárias de forma mais fluida e integrada desde dentro das Cias quanto com o mercado publicitário. “Tracking, tracking, tracking: esta é a melhor prática. Não podemos deixar o assunto apenas nas mãos das agências. Validação é investimento, é eficiência e é essencial para o digital crescer dentro da publicidade.”

Confira abaixo outros destaques do e-book, que tornam Brand Safety e Viewability temas tão relevantes:

  • As discussões sobre viewability começaram há cerca de quatro anos, com questionamentos de grandes anunciantes sobre o verdadeiro impacto das impressões em consumidores reais.
  • Viewability e eficiência são dois conceitos distintos – o primeiro significa apenas uma métrica que permite a validação da exposição a uma impressão.
  • Apenas 18% das impressões em vídeo atendiam aos padrões do GroupM em 2014; na metade do ano passado, o índice havia subido para 55%.
  • Estudos da comScore mostram que, globalmente, a taxa de viewability se aproxima a 50%. No Brasil a taxa é de 53%.
  • A verificação e o cumprimento de normas ganham agora mais peso nas regiões emergentes. Aferindo a taxa de viewability, combate-se a propaganda que não é vista pelas pessoas e não obedece aos padrões operacionais.
  • O Tráfego Inválido Sofisticado representou 86% do total de Tráfego Inválido detectado no 4º trimestre de 2016.
  • Estudo do IPG Media Lab, em parceria com a Cadreon e a Integral Ad Science (IAS), mostrou que apesar de viewability e eficiência serem dois conceitos distintos, quanto melhor for a métrica de viewability, maiores são as chances de se obter mais eficiência com a campanha. Neste caso, o tempo “in view” é a variável que mais importa.

>> O material completo pode ser baixado neste link.

Comentários

PUBLICIDADE

RECEBA NOVIDADES

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Oferecimento:

Projeto mantido por:

Media Partners: