CORONAVÍRUS
O DIGITAL A FAVOR
DAS EMPRESAS

Co-realizadores Digitalks Action

Como nós devemos responder a pandemia de coronavírus, segundo Bill Gates

O magnata americano revelou, no final de março, o que faria para combater a Covid-19

Há cinco anos, Bill Gates profetizou em uma palestra no TED que o mundo não estaria preparado para uma nova pandemia. Se você ainda não viu quais medidas globais deveriam ser tomadas, segundo o fundador da Microsoft, veja aqui. 

 

Meia década passou e o mundo sofre por conta do novo coronavírus. Gates foi procurado novamente pela produção do TED para agora indicar como devemos responder a nova pandemia. Segundo o empresário, o momento é difícil para todos e devemos correr o quanto antes para encontrar uma vacina. Sobre o alerta, lá em 2015, Gates contou que poderíamos estar preparados, mas não foram feitos estudos suficientes para o caso. 

“A Covid-19 é mais infecciosa do que outras doenças, mas é menos letal. Entretanto, a questão de ter causado um lockdown é sem precedentes”, disse Gates. “Se fizermos a coisa certa, não será um número gigante de mortes. Temos a capacidade de não chegar ao nível da gripe espanhola. Somos capazes de ser melhor do que fomos naquela época”, completou. 

 

O empresário contou que em 2015 fez uma simulação do quão rápido a gripe se espalhava e disse que hoje as pessoas circulam mais do que antes. “[A circulação] É negativa na guerra, é contra nós, mas o nosso sistema médico de hoje é melhor do que em 2015. Tem esse balanço”, afirmou. 

Impacto na economia

Para Bill Gates, ficar em casa é desastroso para a economia, mas o mais rápido que o mundo fizer do jeito difícil, mais rápido pode desfazer e voltar ao normal. 

 

Perguntado sobre como os líderes podem ajudar a conter a pandemia, Gates manifestou que as lideranças têm a possibilidade de disseminar boas práticas e de divulgar os números – que apesar de tristes, são importantes. Ações que não eram possíveis em 1918. “É irresponsável alguém achar que podemos ter o melhor dos dois mundos. O certo agora é fechar tudo”, disse Bill Gates. 

 

De acordo com o magnata, países mais pobres sofrerão mais com o lockdown do que os países ricos. 

> Confira 5 etapas para a continuidade de negócios durante a pandemia de coronavírus

O que Gates faria para combater a epidemia

“A mensagem clara é que não temos outro caminho sem ser o isolamento, o exemplo é a China que levou seis semanas. Então, temos que nos preparar para isso e fazer muito bem”, relatou. Caso Bill Gates estivesse na posição de presidente dos Estados Unidos, o empresário revelou que seguiria os seguintes passos: 

>> Priorizar os testes; 

>> Usar os resultados para discutir sobre a pandemia, semana a semana;

>> Visualizar a posição da curva epidêmica para identificar se está no caminho certo.

“É trágico que os efeitos na economia serão desastrosos. Nada igual a isso aconteceu em nossa economia. Mas, trazer a economia e dinheiro de volta é mais reversível do que trazer pessoas de volta a vida” , afirmou Bill Gates.

A pandemia em países não desenvolvidos

Como países que não têm boas condições de saúde e de manter as pessoas em casa podem conter a pandemia? Para Gates, países ricos e que responderam cedo terão retornos no verão do hemisfério norte, países em desenvolvimento, precisamente do hemisfério sul, tem uma sazonalidade maior, o que pode ajudar na contenção do vírus. Ainda não há estudos confirmados, mas Gates indica que o calor dificulta a propagação do vírus. 

 

Contudo, o fundador da Microsoft expôs que a habilidade de se isolar em países subdesenvolvidos é mais difícil, o que requer a busca acelerada pela vacina. “Tem pessoas responsáveis dizendo que a vacina ficará pronta em 18 meses. Enquanto isso, temos que conseguir testes baratos para esses países [subdesenvolvidos] porque eles não têm a capacidade de colocar 5% da população em tratamento”, relatou. 

 

Gates completou dizendo que a notícia boa para os países pobres é que os países ricos têm a capacidade de tratar um grande número de pessoas e irão aprender e financiar vacinas para o mundo.

Gates Foundation

A Bill & Melinda Gates Foundation é uma instituição filantrópica criada por Bill Gates e a sua esposa, Melinda Gates. A fundação está empenhada para ajudar no combate ao novo coronavírus e, segundo o empresário, foi a primeira a descobrir casos de Covid-19 nos EUA. “O governo americano queria apenas testar chineses e pessoas vindas da China, a Gates Foundation, por meio dos testes produzidos por nós, testamos e encontramos casos nas comunidades. Antes mesmo do governo”, disse. 

 

A fundação produziu um teste mais barato do que o convencional, no qual as pessoas podem testar a si mesmo sozinhas. Gates contou que com os testes produzidos pela fundação, é possível fazer uma lista de prioridades, o que facilitará os passos seguintes. 

Como responder a pandemia

“Não há razão para pânico, mas precisamos nos apressar”, disse Gates em 2015. O empresário reafirmou o pensamento e manifestou que as pessoas podem se preparar agora para a próxima pandemia. “A ciência está do nosso lado. É melhor gastar bilhões agora em investimentos do que ter custos de trilhões depois”, afirmou. 


Bill Gates confirmou estar otimista no mundo e disse que da próxima vez que tiver algo parecido, as pessoas saberão que são capazes de fazer testes rápidos e criar vacinas. 


O empresário contou algumas dicas para as pessoas contribuírem para o momento de casa: 


> Ajudar com mentorias para crianças que não estão tendo aula;

> Organizar atividades de doações para pessoas que estão passando fome. 


“Esses são tempos para poder liberar o senso de criatividade das pessoas”, disse Bill Gates. 

As informações foram retiradas da entrevista feita com Bill Gates pelo TED. Confira a entrevista na íntegra aqui.

PATROCINADORES MASTER

PATROCINADORES PREMIUM

STARTUP PREMIUM

STARTUP

AGÊNCIA DE VIAGEM OFICIAL

HOSPEDAGEM OFICIAL