Artigos

Topic Clusters: conheça a nova estrutura de blog usada no Vale do Silício

Chegou a hora de adaptar seu conteúdo do blog mais uma vez: dê adeus ao SEO como você o conhece e olá aos Topic Clusters

 

Como profissional de marketing você sabe que a única constante na sua vida é o aprendizado, não é mesmo? Você já readequou sua estratégia de conteúdo várias vezes para se adaptar a mudanças no algoritmo do Google e em redes sociais. Mesmo sabendo que isso exige certa dedicação, você sabe que investir esse tempo para adaptar-se é
essencial para se manter na ativa, certo? Entendo você, estamos juntos nesse barco.

Chegou a hora de adaptar seu conteúdo do blog mais uma vez: dê adeus ao SEO como você o conhece – e olá a Topic Clusters, o novo jeito de organizar seu conteúdo para os crawlers do Google.

 

Topic Clusters: o novo queridinho do Google

Chegou o momento de olhar para a maneira como você organiza conteúdo dentro do seu blog. Afinal, o algoritmo do Google está em constante mutação e, para ser encontrado, seu site deve ser relevante para seus visitantes. Para isso, seu conteúdo precisa estar bem organizado, seguir o raciocínio do seu leitor e, mais que nunca, ser útil e de qualidade.

Você está preparado para readequar todo seu blog de acordo com essas novas exigências do algoritmo do Google? Então, confira como fazer para reorganizar seu conteúdo no formato de Topic Clusters.

 

O que significa Topic Clusters?

Antes de partir para os hacks, é importante que você entenda o motivo por trás do nome ‘Topic Clusters’:

Topic = assunto
Clusters = grupos ou agrupamentos

Ou seja, a estrutura do conteúdo em Topic Clusters é feita com base em agrupamentos de conteúdos do mesmo assunto.

 

Como funciona a estrutura de Topic Clusters?

Os Topic Clusters permitem uma cobertura mais profunda sobre um assunto específico, criando uma arquitetura de informações mais eficiente sobre o tema. Para entender como essa arquitetura é construída, é preciso entender os outros elementos que formam os Topic Clusters:

  • Página Pilar (ou Pillar Page): ​a página pilar é construída por meio de uma visão ampla de um tópico específico, ou seja, uma página pilar é construída para linkar cada uma das áreas de foco de uma empresa.
  • Artigos relacionados: ​esse tipo de artigo é mais específico. Ele serve para aprofundar assuntos que são do interesse do leitor da Página Pilar. Normalmente, cada subtópico da Página Pilar pode ser um tema para um artigo relacionado.
A dinâmica entre uma Página Pilar (Pillar Page) – Fonte: Blog da Contentools

 

O conteúdo da Página Pilar abrange diversos subtópicos – é isso que a deixa tão rica. Cada subtópico desses, porém, pode precisar de aprofundamento. Como a Página Pilar serve mais para dar uma visão mais geral, entrar nos pormenores de um sub-assunto poderia confundir ou entediar o leitor. É por esse motivo que esse aprofundamento é feito em artigos relacionados.

O artigo relacionado deve fornecer mais detalhes para uma palavra-chave de cauda longa específica relacionada à Página Pilar. A Página Pilar é vinculada a cada artigo relacionado e cada artigo relacionado é vinculado à Página Pilar com a mesma palavra-chave com hiperlink.

O novo algoritmo do Google: foco no comportamento do consumidor

As estratégias de Marketing Digital estão mudando porque os mecanismos de pesquisa mudaram seus algoritmos, em resposta ao novo comportamento dos consumidores. A primeira grande mudança está relacionada com atualização do Google Hummingbird em 2013. Esse algoritmo de pesquisa começou a analisar frases em vez de se concentrar apenas em palavras-chave. Muitos profissionais de SEO veem o Hummingbird como a mudança oficial do Google, que migrou a sua pesquisa de uma palavra-chave para um Topic Cluster.

O outro grande passo em direção a interdependência de tópicos ocorreu com a atualização do RankBrain, também do nosso amado Google. Lançado em 2015, RankBrain é um algoritmo de aprendizado do Google projetado para entender o contexto das consultas de pesquisa das pessoas. Além disso, o RankBrain associa pesquisas anteriores a temas semelhantes e extrai várias palavras-chave e frases associadas à consulta de pesquisa para encontrar os melhores resultados. Ou seja, o SEO do futuro vai além da busca por palavras-chave.

O benefício desse modelo é que a produção de conteúdo se tornou muito mais específica e interessante. Além de organizar a arquitetura do seu site, uma página pilar de alto desempenho pode elevar as classificações de pesquisa para todos os outros artigos relacionados ao mesmo pilar.

 

Posicione-se melhor no Google: reestruture seu blog em Topic Clusters

Como você já sabe, o Marketing de Conteúdo é uma estratégia de Marketing Digital em constante transformação. Muitas dessas mudanças se devem aos rápidos mecanismos de pesquisa disponíveis e à forma como as pessoas têm acesso ao conteúdo publicado diariamente na web. Algoritmos de pesquisa cada vez mais sofisticados e novas formas de publicar conteúdo são apenas alguns dos fatores que contribuem para essa mutação.

É por isso, que os topic clusters podem elevar as classificações de pesquisa do seu site, linkando diferentes conteúdos para as outras páginas vinculadas ao mesmo pilar e ser adaptado para converter visitantes em leads. Sua página principal ganhará autoridade com vários links inbound de qualidade.

O passo a passo para reorganizar seu blog precisou de um livro inteiro para ser explicado. O CMO da Contentools, Elton Miranda, fez questão de escrever sobre o assunto e você pode encontrar o material completo aqui.

Mariana Klober

é Gerente de Conteúdo da Contentools, especialista em Marketing Digital e defensora da seleção natural de marcas feita ativamente pela tecnologia somada à sustentabilidade.

Comentários

PUBLICIDADE

RECEBA NOVIDADES

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Oferecimento:

Projeto mantido por:

Media Partners:

Projeto hospedado por: