Artigos

Os efeitos da tecnologia 5G nos negócios

Até 2030, estima-se que o 5G impulsione mais de R$ 150 bilhões em receitas no Brasil

 

No episódio de estreia do programa Digitalks Now, Sandro Tavares, diretor da Dell Technologies, concedeu uma entrevista sobre a Era 5G e o futuros dos produtos digitais e dos negócios. Durante os mais de 30 minutos da participação do executivo no programa, foram colocados pontos como o impacto e as oportunidades do 5G nos negócios, os caminhos que a tecnologia abrirá para a Indústria 4.0, benefícios já palpáveis, entre outros.   

Eu separei alguns destaques das falas de Sandro Tavares para mostrar o potencial do 5G. Caso você queira ver a entrevista completa, basta acessar a página do Digitalks Now. Antes de começar com os pontos, gostaria de decifrar a quinta geração móvel para colocar todos na mesma página. 

 

O que é o 5G 

 

Em síntese, a tecnologia 5G é a geração móvel mais rápida até o momento por utilizar o espectro de rádio de forma mais eficiente do que as gerações anteriores. O 5G deve facilitar a conexão de pessoas, coisas, dados, aplicativos, sistemas de transporte e cidades em ambientes de comunicação de rede inteligente.

De acordo com a União Internacional de Telecomunicações (UIT), a quinta geração da telefonia móvel é composta por três elementos fundamentais:

  • Banda larga móvel aprimorada (eMBB) – envolve aprimoramentos de capacidade;
  • Comunicações de baixa latência ultra-confiáveis ​​(URLLC) – tem requisitos precisos de latência e confiabilidade;
  • Comunicações massivas de tipo de máquina (mMTC) – fornece conexões para um grande número de dispositivos que transmitem intermitentemente pequenas quantidades de tráfego.

A UIT aponta que o 5G pode ajudar as pessoas a aproveitarem os benefícios de uma “economia digital avançada e intensiva em dados”.

 

O impacto econômico do 5G 

 

De acordo com o relatório “The 5G Business Potential”, nos próximos 10 anos, estima-se que as receitas a partir da digitalização no Brasil devem ser algo em torno de R$391 bilhões, dos quais R$153 bilhões são impulsionados pelo 5G. 

Já o White Paper “Why 5G in Latin America?” aponta que o 5G tenha um impacto de até US$ 1,2 trilhão no Produto Interno Produto do Brasil no período de 2021 até 2035.

Segundo Sandro Tavares, desde o 2G até o 4G, houve um crescimento linear das possibilidades que a tecnologia móvel trazia. “O 2G foi centralizado em voz e mensagem de texto, o 3G começou a trazer algo de internet, e o 4G possibilitou o crescimento dos serviços de streaming”, disse. No entanto, o executivo da Dell Technologies explicou que a chegada do 5G causa uma explosão de possibilidades muito além do crescimento linear das outras gerações. 

“Mais do que ter uma maior capacidade de dados com uma velocidade que pode chegar a 10 Gb/s, existe a questão da latência baixa que permite criar uma nova série de serviços totalmente diferentes do que estamos acostumados”, contou Tavares. Essas características da rede 5G fazem com que as respostas sejam muito mais rápidas. 

O executivo ainda expôs como vantagem a capacidade de fatiar a rede, o que possibilita dedicar recursos para uma aplicação específica, tornando a rede muito mais confiável para rodar serviços de missão crítica como tomadas de decisão que podem evitar acidentes. “É uma rede que traz possibilidades que impactarão como a gente trabalha, como a gente brinca e como o mundo funciona, gerando dessa forma todo o impacto econômico”, disse Sandro Tavares. 

 

Fundamental para a Indústria 4.0

 

A tecnologia 5G pode ajudar a transformar a indústria na otimização de processos. Sandro Tavares especificou o que seriam essas melhorias apontando o 5G como chave para velocidade e praticidade. “Toda a economia está evoluindo para um padrão muito mais dinâmico do que a gente é acostumado, isso requer mais agilidade e eficiência das plantas fabris das fábricas em geral, e o 5G vai trazer uma série de ferramentas que vão ajudar a estabelecer essa flexibilidade e tornar as operações industriais mais eficientes”, afirmou. 

Basicamente, o 5G permite criar dentro de uma fábrica uma rede sem fio local na planta de alta disponibilidade e ultra baixa latência para monitorar e otimizar todos os processos que estão dentro da planta. “O 5G traz a possibilidade de criar um gêmeo digital de toda a operação industrial em que você tem em tempo real tudo que está acontecendo em toda a linha de produção, e é possível interagir para mexer em configurações ou resolver um problema que possa ter acontecido”, disse o executivo.  

Segundo Tavares, reconfigurar a linha de produção em uma fábrica tradicional é um projeto de semanas, se partir de uma rede totalmente sem fio, é possível fazer essas mudanças de maneira muito mais rápida. A exemplo de empresas que tomaram os primeiros passos para implementar o 5G, elas conseguem fazer essas reconfigurações de linha de produção de um dia para o outro, o que traz muito mais flexibilidade e eficiência para as indústrias. 

 

Oportunidades de negócio em diversas áreas com o 5G 

 

O 5G trará ganhos significativos para toda a economia no Brasil, mas segundo o White Paper “Why 5G in Latin America?”, até 2035, os setores mais positivamente impactados serão: Tecnologia, Informação e Comunicação (US$ 241 bilhões), Governo (US$ 189 bilhões), Manufatura (US$ 181 bilhões), Serviços (US$ 152 bilhões), Varejo (US$ 88 bilhões), Agricultura (US$ 77 bilhões) e Mineração (US$ 48,6 bilhões).

Para Sandro Tavares, com o Open C-RAN, países como o Brasil, além de usuários da tecnologia, podem assumir papel no desenvolvimento do 5G. Dessa forma, novas empresas passam a desenvolver aplicações que tomem vantagem das capacidades do 5G e assim abrir caminho para mais verticais utilizarem a tecnologia. 

Para áreas cruciais da sociedade como Educação e Saúde, uma grande melhoria será na conectividade, promovendo avanços no ensino à distância e em serviços como telemedicina. No aspecto de mobilidade em grandes cidades, entregas de drones, carros autônomos e smart cities são alguns exemplos. 

Os efeitos do 5G nos negócios são gigantescos, mas devem ser mais vistos nos próximos anos. O mundo ainda está nos passos iniciais no uso dessa tecnologia. No Brasil, ainda se depende muito dos leilões de frequências. Contudo, é válido manter a atenção nessa tendências tecnológicas. 

O Digitalks Now é um programa diário, realizado pelo Digitalks, e que tem como objetivo fomentar com conteúdos sobre Economia Digital, Negócios e Tecnologia, gerando oportunidades de negócios para empresas.

Coordenador de Conteúdo no Digitalks.

Comentários

PUBLICIDADE