Artigos

Como grandes empresas perdem muito dinheiro com Marketing Digital?

Em contato constante com o mundo empresarial, percebemos que, quanto maior a operação da empresa, maiores são as suas dificuldades de controlar os detalhes dentro de cada departamento.

Este, com certeza, é um dos maiores desafios da gestão moderna: são muitas pessoas, muitos gestores, muitos problemas, muitos processos, o que faz com que as empresas sejam tomadas pelo excesso de atividades operacionais e entrem num loop de execução sem estratégia. E, como não poderia deixar de ser nesse contexto, o Marketing (departamento de grande importância para as empresas que buscam crescimento) também acaba sendo comprometido e substituído por um funcionário que executa e resolve tudo, mas não pensa na visão macro do negócio.

Há quinze anos atuando com Marketing, posso afirmar, sem sombra de dúvida, que a estratégia é esquecida não somente pela maioria das empresas no Brasil, como também por agências e prestadores de serviços. Para esclarecermos a importância de uma estratégia, precisamos antes entender o valor dessa palavra: “estratégia” vem do grego “Strategia” (calma; não é o filme do Bope! ‒ risos), e tem por definição “a arte de liderar uma tropa: comandar”. Hoje, porém, o conceito de estratégia é muito utilizado no mundo empresarial para definir quais são as ações que podem levar a empresa a atingir os resultados relacionados aos seus objetivos.

Apesar de se tratar de um conceito absoluto, a experiência do profissional que monta uma boa estratégia de Marketing Digital é super relevante para se alcançar o sucesso. Essa experiência é algo que chamo de “Ciência do Marketing”, que é a capacidade de, por meio dos acertos e erros já experimentados, criar cenários com altas probabilidades de sucesso.

Como a estratégia não tem uma uniformidade, sendo criada de acordo com a necessidade da empresa, temos que pensar no que é tangível, como o conhecimento desse profissional. Uma boa forma de analisar esse conhecimento é verificar a sua experiência de atuação, como cases e tempo de mercado.

>> Low Budget: 6 dicas para estratégias de marketing digital

A falta de estratégia faz com que empresas invistam no que chamamos de “Marketing de Esperança”, que, basicamente, consiste em se realizar ações de Marketing Tradicional (digital ou não) e depositar nessas atividades a esperança de que elas trarão algum resultado.

É certo que, com isso, algumas empresas conseguem resultados médios a curto prazo, mas, com o tempo, eles vão caindo até chegarem a níveis que fazem com que a ação deixe de ser a mais viável para o negócio.

Outro ponto interessante sobre esse desperdício de verba é a total confiança nas agências. Muitas delas têm por padrão focar na atração de verba para a campanha, a fim de manter um bom retorno financeiro ao cobrar uma porcentagem desse investimento de mídia.

Em alguns casos, a agência cobra uma porcentagem que pode variar de cliente para cliente, ao fazer um PI (pedido de inserção) para um site.

Acontece que, como padrão brasileiro, os sites oferecem uma porcentagem para atrair as agências. Desta forma, a verba do cliente que é de fato alocada na campanha diminui cada vez mais. Em outras palavras (e para ficar bem claro), as agências ganham de todos os lados: ganham pelo trabalho de realizar a campanha, ganham a porcentagem do seu investimento de mídia e ganham uma porcentagem de comissão por comprarem inventários.

Obviamente, não podemos generalizar (mesmo porque algumas agências já mudaram essa prática há algum tempo), mas a verdade é que ela ainda existe no nosso ramo.

Muitas vezes, essa prática tão comum de mercado não é percebida pelo cliente. Ao analisarem um relatório geral, as empresas não conseguem ver os gaps de gastos. Eu mesmo já vi agências gastando a verba do cliente no último dia da campanha para que o mídia (profissional dentro da agência responsável por esse contato) trouxesse o faturamento para dentro da agência a qualquer custo.

>> Custos com mídia digital nos EUA ultrapassará a TV em 2017

Sendo assim, quando você, empresa, for contratar uma agência de marketing digital (ou de marketing offline), tenha um profissional que seja responsável por auditar, avaliar e aplicar estratégias para que a sua campanha tenha uma ótima performance, sem gastos extras ou desperdícios de verba.

Desta forma, conseguimos gerar altos índices de resultado, agindo com transparência e levando uma visão de negócios para o processo de gestão de uma campanha.

 

Avatar

é especialista em Marketing Digital e gerente de Novos Negócios na LinkBrand, agência de marketing digital integrado. Com passagens por empresas renomadas do mercado, Gustavo iniciou a sua carreira há mais de 15 anos, exercendo cargos operacionais como web designer e cargos comerciais na área do marketing digital. Ao longo desse período​,​ adquiriu amplo conhecimento em vendas on​-​line, compreendendo as mais diversas funcionalidades e alcances de ferramentas que, utilizadas estrategicamente, são realmente capazes de promover os melhores resultados segundo os objetivos de cada empresa. Ao longo dos anos​,​ adquiriu amplo conhecimento em vendas on​-​line, compreendendo as diversas ferramentas para buscar sempre os melhores resultados de negócios para as empresas.

Comentários

PUBLICIDADE