Artigos

Como gerar mais vendas enviando menos e-mails

É comum encontrarmos algumas empresas que enviam muitas mensagens em sua estratégia de E-mail Marketing e que possuem taxas muito baixas. Isso pode acontecer por vários motivos, como a superficialidade dos emails. Ou seja, são muito genéricos e isso compromete seriamente o sucesso de uma campanha.

Quando falamos em relacionamento por e-mail, precisamos levar em consideração quem é o receptor. Isso inclui identificar o tipo de conteúdo que essas pessoas têm interesse em consumir e, sobretudo, em qual fase da jornada de compra elas se encontram.

Por isso, o sucesso de uma campanha de E-mail Marketing não está relacionado à quantidade de contato, mas sim à segmentação minuciosa da sua lista, pois a comunicação torna-se muito mais certeira – diferentemente do que acontece quando o disparo de emails é realizado para uma base imensa de contatos, sem critério algum.

Para ajudar você a criar uma campanha de maneira eficiente, selecionamos abaixo as principais dicas de segmentação.

 

O que é necessário para criar uma segmentação eficaz

Para segmentar uma lista de contatos e alcançar resultados positivos com o E-mail Marketing você precisa basicamente de 3 elementos.

 

1. Informação

Obter informações sobre a base é o ponto de partida para segmentar uma lista. O mais comum é coletar esses dados por meio das landing pages. Por isso, ao criar uma página de captura é muito importante pensar com cautela quais são campos de preenchimento mais relevantes.

Você também pode retirar informações sobre o seu público por meio do histórico de compra e até mesmo de ferramentas que buscam os contatos no LinkedIn e fazem um profiling ativo de contatos.

2. Processos

Antes de começar o envio dos e-mails é preciso pensar em um método. Ou seja, é fundamental imaginar o caminho que um lead vai percorrer ao receber cada mensagem.

Se identificarmos, por exemplo, que boa parte dos potenciais clientes é formada por tomadores de decisão, o material enviado precisa ser apropriado.

Caso contrário, o e-mail não será eficiente. Por isso, é fundamental criar um fluxo que considere a jornada de compra do consumidor. Assim, as mensagens disparadas serão adequadas a cada fase que o lead se encontra.

Consequentemente, as taxas de abertura e de cliques serão cada vez maiores e os resultados serão mais efetivos.

 

3. Tecnologia

Ter um software de Email Marketing ideal para automatizar sua estratégia é outro fator responsável pelo sucesso da campanha.

Investir nesse tipo de tecnologia contribui na otimização de tempo e reduz também a sua margem de erro. Afinal, as chances das ações fracassarem são muito grandes quando esse trabalho é feito manualmente.

Outro aspecto interessante dessa solução é utilizar uma ferramenta de e-mail com as listas dinâmicas. Elas são atualizadas automaticamente no momento em que o lead preenche a landing page. Desse modo, você terá mais tempo para focar na estratégia do que nas atividades operacionais.

 

Mas, afinal, como segmentar a sua campanha de E-mail Marketing?

A seguir, selecionamos as práticas mais recomendadas para iniciar a segmentação da sua campanha de forma eficiente.

 

Segmente por persona

Definir a persona é um passo essencial para uma estratégia de Marketing Digital de sucesso. Criar o perfil do seu cliente ideal permite o envio da mensagem correta, para o público certo e no momento ideal.

Sem uma persona definida o seu negócio corre sérios riscos de investir em várias ações sem conquistar nenhum resultado.

Para evitar que isso aconteça, saiba detalhadamente quem é o seu potencial cliente. Assim, você identificará qual tipo de conteúdo enviar por e-mail, o melhor tom de voz a ser empregado e o formato de conteúdo mais adequado à etapa da jornada.

Por área de atuação da empresa

Profissionais estratégicos possuem interesses diferentes das pessoas que ocupam cargos operacionais, por exemplo. Considerar esse critério pode salvar a sua campanha de um desastre. Inclua o campo profissional nos formulários das suas landing pages e utilize essa informação a favor do seu negócio.

 

Por localização

No caso de empresas que tem atuação em diferentes regiões, a segmentação por localização é muito importante. Se comparado às abordagens de marketing tradicional, o e-mail é um dos veículos com custo mais acessível, principalmente se considerarmos o seu alcance, que é global.

Além disso, outra vantagem que o e-mail oferece é a possibilidade  de acompanhar em tempo real quem realmente tem interesse nas suas mensagens.

 

Pelo histórico do contato

Outro filtro poderoso para segmentar o envio de e-mails é o histórico de interações do lead com o seu negócio. Nessa lista você pode incluir pessoas que já efetuaram a compra de um determinado produto.

Além disso, pode acrescentar leads que já baixaram um material específico ou pessoas que já entraram em contato, mas não fecharam negócio.

 

Conclusão

Enfim, existem diversos critérios que podem ser utilizados no momento de segmentar a sua campanha. Lembre-se de que cada negócio tem as suas peculiaridades, sendo assim essa lista pode variar de acordo com cada segmento.

É fato que o e-mail ainda é um canal poderoso para fidelizar clientes e atrair novos. No entanto, toda estratégia requer planejamento e muita prática. Embora todas essas dicas gerem resultados expressivos, desde que aplicadas de maneira correta, é preciso testar. Faça testes de segmentações a cada campanha e mensure os resultados.

Aliás, a mensuração de resultados é imprescindível para qualquer ação de Marketing Digital dar certo. Somente através dessa avaliação será possível coletar os dados e aprimorar sua campanha para elevar cada vez mais o seu ROI.

André Siqueira

é administrador formado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Profissional e empreendedor especializado em marketing digital e vendas, Siqueira atua como Diretor de Marketing na Resultados Digitais.

Comentários

PUBLICIDADE